The Approaching Curve

Rise Against

exibições 6.661

The Approaching Curve

[Spoken:]
The music played with a common frequency.
The speakers gently seeped the sound of ambient keyboards and light percussion,
creating a seductive soundtrack to our midnight drive through curtains of blackness.
The windows were cold to the touch, reflecting the icy conditions in our immediate extremity.
Salt stains and fingerprints littered the glass, and streets with melted snow cascaded down it's length.
The music pulsed louder, yet gentle, like the far away squeal of a pot of boiling water.
The skylight was glowing faintly with a vague hints of an impending dawn.
The car raced along a painfully straight stretch of road,
and she hadn't so much as turned the steering wheel two degrees in the past twenty minutes,
or hardly spoken.

As we were, so perfect ,so happy.
I'll remember, only our smiles because that's all they've seen.
Long since dried, when we are found, are the tears in which we had drowned.
As we were, so perfect, so happy.

[Spoken:]
"Why are you doing this?" she spoke without expecting a response.
Her voice penetrated the still air of our speechless drive, so silent my heart had jumped.
"I'm not doing anything," I said, but I didn't even believe that myself.
"This is what's best, for me, for you, for us, or maybe just for me," I thought,
as a tear formed in the pit of her eye. The music poured through the speakers
and we were losing ourselves in the cadence. She looked down momentarily and closed her eyes
for a bit longer than a standard blink. Then she was crying. Then she was shouting.
Then I was shouting, now pouring confessions, having no answers, or solutions,
and we barely could even hear the questions.

As we were, so perfect ,so happy.
I'll remember, only our smiles because that's all they've seen.
Long since dried, when we are found, are the tears in which we had drowned.
As we were, so perfect, so happy.

Don't put me underground, I was meant for a life somewhere else.
Please Lord give me the way out before both of us haunt you.
We'll steal tonight. (We'll steal tonight.)

As we were, so perfect, so happy.
Don't remember, only your smiles because that's all they've seen.
Long since dried, when we are found, are the tears in which we had drowned.
As we were, so perfect, so happy.

[Spoken:]
Our cracking voices became part of the music.
The car pressed on faster through he night. As our voices lowered,
the cadence again overtook the air.
Up ahead there was a curve approaching.
She made no indications of slowing.

The Approaching Curve

A musica tocava em uma freqüência comum,
Os alto-falantes ecoavam delicadamente o som dos teclados e de uma clara percussão.
Criando uma trilha sonora sedutora ao nosso passeio a meia noite através das cortinas da obscuridade.
As janelas estavam frias demais para encostar, refletindo as condições do clima ao nosso redor.
Manchas de sal e impressões digitais embaçavam os vidros, e as ruas com neve derretida que escorria como cascata,
A musica tocou mais alto, mas ainda gentilmente, como um grito distante de um bule de água fervente.
A luz do céu foi descendo lentamente com vagos indícios de um pôr do sol iminente.
O carro correu por um doloroso estiramento da estrada,
e ela não havia mudado a direção nos últimos vinte minutos,
muito menos falado algo.

Como nós éramos, tão perfeitos, tão felizes.
Eu me lembrarei, apenas dos nossos sorrisos, porque foi isso o que eles viram.
O que secou , quando nos encontraram, eram as lagrimas com quais nos afogamos.
Como nós éramos, tão perfeitos, tão felizes.

''Por que você esta fazendo isso?'' ela disse sem esperar resposta.
Sua voz penetrou o ar imobilizado por nosso silêncio, tão silencioso que meu coração saltou.
''Eu não estou fazendo nada'', eu disse, mas eu mesmo não acreditava nisso.
''Isto é o melhor, para mim, pra você, pra nós, ou talvez apenas para mim'', eu pensei,
Enquanto as lagrimas formavam um poço em seus olhos. A musica derramou através dos alto-falantes.
E nós estávamos nos perdendo dentro do Cadence (carro), ela olhou para baixo por um momento e fechou seus olhos,
por muito mais tempo do que apenas uma piscada. Então ela estava chorando, então ela estava gritando.
Então eu estava gritando, agora nossas confissões jorravam, sem ter nenhuma resposta ou solução,
e nós mal conseguíamos ouvir as perguntas.

Como nós éramos, tão perfeitos, tão felizes.
Eu me lembrarei, apenas dos nossos sorrisos, porque foi isso o que eles viram.
O que secou, quando nos encontraram, eram as lagrimas com quais nos afogamos.
Como nós éramos, tão perfeitos, tão felizes.

Não me ponha no chão, eu fui feito para uma vida em outro lugar.
Por favor, Senhor me de uma saída, antes de nos encontrarmos.
Nós roubaremos hoje a noite(nós roubaremos hoje a noite.)

Como nós éramos, tão perfeitos, tão felizes.
Eu me lembrarei, apenas dos nossos sorrisos, porque foi isso o que eles viram.
O que secou , quando nos encontraram, eram as lagrimas com quais nos afogamos.
Como nos éramos tão perfeitos, tão felizes.

[falado]
Nossas vozes cortadas se tornaram parte da musica,
O carro acelerou pela noite. Enquanto nossas vozes ficaram baixas,
O Cadence novamente tomou o ar.
Logo a frente há uma curva se aproximando.
Ela não deu indicação de que iria diminuir...

Composição: Rise Against / Tim McIlrath · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por GuTo-MeTaL, Traduzida por Bornout, Legendado por l.66
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música feedback