The Pass

Rush

exibições 21.510

The Pass

Rush - The Pass
Presto Album

Proud swagger out of the schoolyard
Waiting for the world's applause
Rebel without a conscience
Martyr without a cause

Static on your frequency
Electrical storm in your veins
Raging at unreachable glory
Straining at invisible chains

And now you're trembling on a rocky ledge
Staring down into a heartless sea
Can't face life on a razor's edge
Nothing's what you thought it would be

All of us get lost in the darkness
Dreamers learn to steer by the stars
All of us do time in the gutter
Dreamers turn to look at the cars

Turn around and turn aroud and turn around
Turn around and walk the razor's edge
Don't turn you back
And slam the door on me

It's not as if this barricade
Blocks the only road
It's not as if you're all alone
In wanting to explode

Someone set a bad example
Made surrender seem all right
The act of a noble warrior
Who lost the will to fight

And now you're trembling on a rocky edge
Staring down into a heartless sea
Done with life on a razor's edge
Nothing's what you thought it would be

All of us get lost in the darkness
Dreamers learn to steer by the stars
All of us do time in the gutter
Dreamers turn to look at the cars

Turn around and turn aroud and turn around
Turn around and walk the razor's edge
Don't turn you back
And slam the door on me

No hero in your tragedy
No daring in your escape
No salutes for your surrender
Nothing noble in your fate
Christ, what have you done?

All of us get lost in the darkness
Dreamers learn to steer by the stars
All of us do time in the gutter
Dreamers turn to look at the cars

Turn around and turn aroud and turn around
Turn around and walk the razor's edge
Turn around and walk the razor's edge
Turn around and walk the razor's edge
Don't turn you back
And slam the door on me

O Desfiladeiro

Rush - The Pass
Presto

O orgulhoso caminha pra fora do pátio da escola
Esperando pelo aplauso do mundo
Rebelde sem consciência
Mártir sem uma causa

Estático na sua frequência
Tempestade elétrica em suas veias
Com raiva pela glória inatingível
Tencionando as correntes invisíveis

E agora você está tremendo sobre um rochedo
Olhando fixo para um mar sem coração
Não consegue encarar o desafio da vida
Nada é o que você achou que seria

Todos nós nos perdemos na escuridão
Sonhadores aprendem a se guiar pelas estrelas
Todos nós passamos um tempo na sarjeta
Sonhadores recorrem a olhar para os carros

Vire-se e vire-se e vire-se
Vire-se e supere o limite
Não vire as costas
E bata a porta em mim

Não é como se esta barricada
Bloqueasse a única via
Não é como se você estivesse só
No desejo de explodir

Alguém estabeleceu um mau exemplo
Fez a redenção parecer certo
O ato de um nobre guerreiro
Que perdeu a vontade de lutar

E agora você está tremendo sobre um rochedo
Olhando fixo para um mar sem coração
Não consegue encarar o desafio da vida
Nada é o que você achou que seria

Todos nós nos perdemos na escuridão
Sonhadores aprendem a se guiar pelas estrelas
Todos nós passamos um tempo na sarjeta
Sonhadores recorrem a olhar para os carros

Vire-se e vire-se e vire-se
Vire-se e supero o limite
Não vire as costas
E bata a porta em mim

Nenhum herói na sua tragédia
Nenhum desafio na sua escapada
Nenhuma saudação pela sua rendição
Nada nobre no seu destino
Cristo, o que você fez?

Todos nós nos perdemos na escuridão
Sonhadores aprendem a se guiar pelas estrelas
Todos nós passamos um tempo na sarjeta
Sonhadores recorrem a olhar para os carros

Vire-se e vire-se e vire-se
Vire-se e supero o limite
Vire-se e supero o limite
Vire-se e supero o limite
Não vire as costas
E bata a porta em mim

Composição: Kåre Christoffer Vestrheim / Geddy Lee / Neil Peart · Esse não é o compositor? Nos avise.
Traduzida por Regrin, Legendado por marcosmolina26
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música
feedback