Letras de músicas - Letras.mus.br

Cabeça de Nego

Sabotage

Ieiêeo iê obá olorundo pé odaodara iêeee...

O nego não para no tempo não,
Suas origens vem de Angola a um bom tempo
Saboti zil, Brasil bem Brasil no Rio do verdinho cabeça de nêgo!
Desfecho conforme, vive o vento se mostra respeito pro povo
Um ofenso, universo protetor do louro, que olheu colheu o louro lourolouro....
Nego não para no tempo
Seja um tormento! Adeus, que é forte, se sente um lamento
Maracutaia, lá do norte mano vai viver,
Maracutaia, segue a sede um dia irá chover sabe porque!
Nêgo não paga veneno, pode acredita, se voce ja sabe a um bom tempo
O nego para um bom tempo, seja Àfrica, Brasil brasileiro
Maracutaia em toda parte vejo no governo
Tem ACM, la-Nopla, dexa tormento
Tem muito tempo o pobre pagando veneno
Mesa branca, aruanda que canta, com fama que manda ás mensage ao Canão, êee...

Nego não para no tempo
Seja um tormento! Adeus, que é forte, se sente um lamento
Maracutaia, lá do norte mano vai viver,
Maracutaia, segue a sede um dia irá chover sabe porque!

Eee e bêbe um bebezinho tiririonã eu vi um bebezinho tiririônã!

E faço o que faço, bom tempo chegado
To com carro parado uma preta do lado
Impapuçado de mato, rica chegado chega
Peço um cigarro, sem papo não falo besteira
Brasil to na palma pandeiro não pará
De Porto Alegre a Candelária, bom tempo na praia
Porque o nego não para, não para, não para a um bom tempo
O nego não para, África vejo o momento.
Tipo Anastácia, Tereza, relembra mãe meninha
O canto a pode cre se sempre vai ter vida,
Maracanã lotado, o desastrado por isso ja é sabado
Tudo o que eu faço é torcer , mas vai ve a trajetória do Timão vencer
Periferia sofre vida mais tira um lazer
Quem é o defensor do louro vai sabe dizer
Quem é o protetor da guerra vai sabe vivee hey...

Nego não para no tempo
Seja um tormento! Adeus, que é forte, se sente um lamento
Maracutaia, lá do norte mano vai viver,
Maracutaia, segue a sede um dia irá chover sabe porque!

Ei faço o que faço, não quero pedaço
Sou nêgo véio chegado, talvez to com mato
Ilaricado, impapuçado muita sede do lado
Chegando sempre vejo um preto vo mandando o recado
Saboti vejo sim, quero dizer que vim, do Brooklin surgi que reinvidiquei estou aqui
Porque um novo tempo vai pode dizer que é sobre um passado de um tempo presente
Muleque de black, descalço vo chapado o coco
Correndo no morro
Aeroporto vivo vivo agua espraiada é assim
È o tempo todo Deus está por mim,
Porque eu faço o que faço não mando recado, e... faço o que faço não mando recado, e... faço o que faço não mando recado...

Nego não para no tempo
Seja um tormento! Adeus, que é forte, se sente um lamento
Maracutaia, lá do norte mano vai viver,
Maracutaia, segue a sede um dia irá chover sabe porque!

Nego não para no tempo
Seja um tormento! Adeus, que é forte, se sente um lamento
Maracutaia, lá do norte mano vai viver,
Maracutaia, segue a sede um dia irá chover sabe porque!

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente.
Enviada por Gabriel
Legendado por naldolhp
42.494 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais