Coisa do Destino

SPC

exibições 11.388

Coisa do destino

Não é justo não, não, não
Ouvi só a voz da razão
Pra depois não se arrepender
E curtir essa solidão
Meu olhar tá dizendo sim
Você está me querendo enfim
Que fale mais alto a voz do coração
Coisa do destino
foi te conhecer
És meu desatino
de tanto querer
A vontade louca
que é de mergulhar
Nessa tua boca
e me entregar, entregar e assim
Esse amor incerto
ter você tão perto
Faz enlouquecer quebre essa muralha
Ou então, melhor é de vez eu esquecer você

0 comentários
Terra Música feedback