Letras de músicas - Letras.mus.br

Nossa tradução tem mais linhas que a
versão original, ajude-nos a sincronizar.=) fechar

Revelation Blues

I was more than just a coward
I was handsome too
I felt nothing when your flood came down
Holding fines that made me wonder
If the lights were wrong
With my hands that never touched no ground
When your talent is in numbers
Of the many times you're gone
I could lie I don't care about forgiving
But sometimes it's just roses
Dying too young

As I’m fencing up the hours
In the fields of red
While you think I'm on a loveless trail
In the letters from the lovers
In a land gone wrong
Explanations always written late
When your talent curse the framing
Of the crying you heard song
I could lie I don’t care about forgiving
But sometimes it's just roses
Dying too young

When your train of thought's
Always passing here
With its falling paint
And its broken gears
It's the damn revelation blues
When you see the path
And you know you won't be the last
Oh lord, oh lord

I was more than just a terror
I was crying too
But you showed me in the gusts between
That a wind is sometimes broken
And its flying path
Has no meaning nor a ghost within

When your talent is in hiding
That your feeling is always wrong
And I always want to bring you something
But sometimes it's just roses
Dying too young

When your talent is in hiding
That your feeling is always wrong
And I always want to bring you something
But sometimes it's just roses
Dying too young

A Amargura do Apocalipse

Eu era mais do que apenas um covarde
Eu era belo também
Não senti nada quando seu dilúvio veio
Segurando as multas me fez pensar
Se as luzes estavam erradas
Com minhas mãos que jamais tocaram solo algum
Quando seu talento está nos números
Das tantas vezes que você se foi
Eu poderia mentir que não me importo com o perdão
Mas às vezes, são apenas rosas
Morrendo muito jovens

Enquanto estou cercando as horas
Nos campos de vermelho
Enquanto você acha que estou num rumo sem amor
Nas cartas dos amantes
Em uma terra que deu errado
Explicações sempre escritas com atraso
Quando seu talento amaldiçoa a moldura
Do choro que você ouviu cantado
Eu poderia mentir que não me importo com o que está faltando
Mas às vezes, são apenas rosas
Morrendo muito jovens

Seu trem de pensamentos
Está sempre passando aqui
Com sua tinta descascando
E suas engrenagens quebradas
É a maldita amargura do apocalipse
Quando você vê o caminho
E você sabe que não será o último
Oh, senhor
Oh, senhor

Eu era mais do que um terror
Eu estava chorando também
Mas você me mostrou nas entrelinhas
Que um vento, às vezes, fica destruído
E seu caminho voador
Não tem sentido, nem um fantasma por dentro

Quando seu talento estiver em esconder
Que seu sentimento está sempre errado
E eu sempre quero trazer-lhe alguma coisa
Mas às vezes, são apenas rosas
Morrendo muito jovens

Quando seu talento estiver em esconder
Que seu sentimento está sempre errado
E eu sempre quero trazer-lhe alguma coisa
Mas às vezes, são apenas rosas
Morrendo muito jovens

Composição: The Tallest Man on Earth · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Avie
Traduzida por Thiago
Legendado por raayhagatha
37.012 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais