L'amore È Una Cosa Semplice

Tiziano Ferro

exibições 14.383

L'amore È Una Cosa Semplice

Ho un segreto
Ognuno ne ha sempre uno dentro.
Ognuno lo ha scelto o l'ha spento.
Ognuno volendo e soffrendo
E nutro un dubbio
Non sarà mai mai mai inutile
Ascoltarne l'eco
Consultarlo in segreto
Ed è
L'estate che torna
Sembrava lontana
O tutto è più triste
Oppure resiste
Quello sguardo da oltraggio che insinua
Ti verrò a prendere con le mie mani
Sarò quello che non ti aspettavi
Sarò quel vento che ti porti dentro
E quel destino che nessuno ha mai scelto
E poi l'amore è una cosa semplice e adesso..adesso…adesso te lo dimostrerò

Questo sono io
E sono io nell'attimo in cui ho deciso
Che so farti ridere ma mai per caso
Sono io se ritorno e se poi vado
Questa è la mia gente
Sono le mie strade e le mie facce
I ponti che portano a quando ero bambino
Bruciando ricordi
Ed essendo sincero
Rimango presente
Ma non sono come ero
E quella voglia di dirti ridendo
Ti verrò a prendere con le mie mani
Sarò quello che non ti aspettavi
Sarò quel vento che ti porti dentro
E quel destino che nessuno ha mai scelto
E poi l'amore è una cosa semplice e adesso..adesso…adesso te lo dimostrerò
Amore mio, prendi le mie mani ancora e ancora, come chi parte e non saprà mai se ritorna. ricorda, sei meglio di ogni giorno triste, dell'amarezza, di ogni lacrima, della guerra con la tristezza. tu sei il mio cielo.
Si…sei il mio cielo
Ti verrò a prendere con le mie mani
Sarò quello che non ti aspettavi
Sarò quel vento che ti porti dentro
E quel destino che nessuno ha mai scelto
E poi l'amore è una cosa semplice e adesso..adesso…adesso te lo dimostrerò

O Amor É Uma Coisa Simples

Tenho um segredo
Todo mundo tem sempre um dentro de si.
Cada um o tem como escolha ou não o vivencia.
Cada um querendo ou sofrendo
E eu alimento uma dúvida
Não será nunca, nunca inútil
Ouvir o eco
Consultá-lo em segredo
E é
O verão que reascende
Parecia longe
Ou tudo é mais triste
Ou ainda resiste
Aquele olhar de desprezo que insinua
Vou pegar com as minhas mãos
Eu serei aquele que não esperava
Serei aquele vento que lhe traz para dentro si
E o destino que ninguém jamais escolheu
E sabe, o amor é uma coisa simples e agora.. Agora... agora eu irei lhe mostrar

Este sou eu
E eu sou o momento em que eu decidi
Que sou eu que lhe faço rir mas nunca por acaso
Sou eu se retorno e em seguida me vou
Esta é a minha gente
Sou as minhas estradas e minhas faces
As pontes que me levam para quando era criança
Queimando lembranças
E sendo sincero
Permaneço presente
Mas não sou como era
E aquele querer de lhe dizer sorrindo
Vou pegar com as mãos
Eu serei aquele que não esperava
Serei aquele vento que lhe traz para dentro de si
E o destino que ninguém jamais escolheu
E sabe, o amor é uma coisa simples e agora.. Agora... agora eu irei lhe mostrar
Meu amor, pegue minhas mãos de novo e de novo, como quem parte e não sabe se retorna. Você é melhor que cada dia triste, da ilusão, de cada lagrima, da guerra com a tristeza. Você é meu céu.
Sim...É meu céu
Vou pegar com as mãos
Eu serei aquele que não esperava
Serei aquele vento que lhe traz para dentro
E o destino que ninguém jamais escolheu
E sabe, o amor é uma coisa simples e agora.. Agora... agora eu irei lhe mostrar

Terra Música feedback