Ti Amo

Umberto Tozzi

exibições 15.718

Ti Amo

Ti amo, un soldo
Ti amo, in aria
Ti amo se viene testa
vuol dire che basta:
lasciamoci.
Ti amo, io sono
Ti amo, in fondo un uomo
che non ha freddo nel cuore,
nel letto comando io.

Ma tremo
davanti al tuo seno,
ti odio e ti amo,
e' una farfalla che muore
sbattendo le ali.
L'amore che a letto si fa
prendimi l'altra meta'
oggi ritorno da lei
primo Maggio,su coraggio!
Io ti amo
e chiedo perdono
ricordi chi sono
apri la porta
a un guerriero di carta igienica.
Dammi il tuo vino leggero
che hai fatto quando non c'ero
e le lenzuola di lino
dammi il sonno di un bambino
Che "ta" sogna cavalli e si gira
e un po' di lavoro
fammi abbracciare una donna
che stira cantando.
E poi fatti un po' prendere in giro
prima di fare l'amore
vesti la rabbia di pace
e sottane sulla luce

Io ti amo e chiedo perdono
ricordi chi sono
ti amo, ti amo,ti amo
ti amo ti amo
dammi il tuo vino leggero...
che hai fatto quando non c'ero
e le lenzuola di lino
dammi il sonno di un bambino
Che "ta" sogna cavalli e si gira
e un po' di lavoro
fammi abbracciare una donna
che stira cantando.
E poi fatti un po' prendere
in giro
prima di fare l'amore
vesti la rabbia di pace
e sottane sulla luce.
io ti amo,
ti amo, ti amo
ti amo, ti amo ...

Te Amo

Te amo, uma moeda
Te amo, no ar
Te amo, se dá "cara"
significa que basta,
deixamo-nos.
Te amo, eu sou
Te amo, no fundo, um homem
que não tem frio no coração,
na cama mando eu.

Mas eu tremo,
frente ao teu seio
te odeio e te amo,
é uma borboleta que morre
batendo as asas.
O amor que na cama se faz.
Pega-me a outra metade,
hoje volto para ela.
Primeiro de Maio, dai coragem!
Eu te amo
e peço perdão.
Lembra quem sou,
abre a porta
pra um guerreiro de papel higiênico.
E dá-me o teu vinho fraquinho
que fizeste quando eu não estava aí,
e os lençóis de linho
dá-me o sono de um menino
que sabe, sonha cavalos e se vira na cama.
E um pouco de trabalho.
Me faz abraçar uma mulher
que passa a roupa cantando.
E depois deixa que zombem de ti.
Antes de fazer amor
veste a raiva de paz
e saias à luz.

Eu te amo e peço perdão.
Lembra quem sou.
Te amo, te amo, te amo,
te amo, te amo.
E dá-me o teu vinho fraquinho ...
que fizeste quando eu não estava aí,
e os lençóis de linho.
Dá-me o sono de um menino
que sabe, sonha cavalos e se vira na cama.
E um pouco de trabalho.
Me faz abraçar uma mulher
que passa a roupa cantando.
E depois deixa que
zombem de ti.
Antes de fazer amor
veste a raiva de paz
e saias à luz.
Eu te amo,
te amo, te amo,
te amo, te amo...

Terra Música feedback