Yo Soy

Yahir

exibições 333

Yo Soy

Soy un rbol abatido, una vctima del tiempo
Un pedazo y una astilla de mis sentimientos
Yo soy el espejo roto en el que t te miras
Soy muchas verdades y algunas mentiras.

Todas esas cosas en mi corazn,
Eso es lo que queda hoy de nuestro amor.

Y soy un corazn abierto a cualquier esperanza,
Y soy una sonrisa que al aire se lanza,
Yo soy una botella que ha sido decorchada,
Yo soy una historia que ha sido contada.
Eso es lo que queda hoy de nuestro amor.

Di qu hay de mi y qu hay de todo lo que hicimos
Te extrano tanto y tanto
Dime que t no

Di qu hay de ti y todo aquello que vivimos
Te extrao tanto, tanto
Dime que t no
Te extrao tanto y tanto, amor.

Yo soy una casa en la que ya nadie vive
Soy puertas y ventanas que a nadie le sirven
Yo soy un pasajero que va sin ningn destino
Soy una carretera que va sin camino
Es todo lo que queda hoy de nuestro amor.

Di qu hay de mi y qu hay de todo lo que hicimos
Te extrano tanto y tanto
Dime que t no

Di qu hay de ti y qu hay de todo aquello que vivimos.
Te extrao tanto, tanto
Dime que t no
Te extrao tanto y tanto, amor.

Soy una moneda que da vueltas en el aire
Yo soy el cara y soy la cruz para los amantes.

Di qu hay de mi y qu hay de todo lo que hicimos.
Te extrano tanto y tanto
Dime que t no.

Di qu hay de ti y qu hay de todo aquello que vivimos
Te extrao tanto, tanto
Dime que t no.

Eu Sou

Sou um robo abatido, uma vctima do tempo
Um pedaço e uma lasca de meus sentimentos
Eu sou o espelho rompido no que t te olhas
Sou muitas verdades e algumas mentiras.

Todas essas coisas em minha coração,
Isso é o que fica hoje de nosso amor.

E sou um coração aberto a qualquer esperança,
E sou um sorriso que ao ar se lança,
Eu sou uma garrafa que foi decorchada,
Eu sou uma história que foi contada.
Isso é o que fica hoje de nosso amor.

Dei qu há de meu e qu há de tudo o que fizemos
Te extranho tanto e tanto
Dime que t não

Dei qu há de ti e tudo aquilo que vivemos
Te extranho tanto, tanto
Me diz que tu não
Te extranho tanto e tanto, amor.

Eu sou uma casa na que já ninguém vive
Sou portas e janelas que a ninguém lhe servem
Eu sou um passageiro que vai sem ninguen destino
Sou uma carreteira que vai sem caminho
É tudo o que fica hoje de nosso amor.

Dei qu há de meu e qu há de tudo o que fizemos
Te extrano tanto e tanto
Me diz que tu não

Dei qu há de ti e qu há de tudo aquilo que vivemos.
Te extrao tanto, tanto
Me diz que não
Te extrao tanto e tanto, amor.

Sou uma moeda que dá voltas no ar
Eu sou o cara e sou a cruz para os amantes.

Dei qu há de meu e qu há de tudo o que fizemos.
Te extranho tanto e tanto
Me diz que tu não.

Dei qu há de ti e qu há de tudo aquilo que vivemos
Te extrao tanto, tanto
Me diz que tu não.

Terra Música
feedback