Anjo de Fogo

Alceu Valença

exibições 9.024

Eu sou como o vento que varre a cidade
Você me conhece e não pode me ver

Presente de grego, cavalo de Tróia
Sou cobra jibóia, Saci Pererê

Um anjo de fogo endemoniado
Que vai ao cinema, comete pecado
Que bebe cerveja e cospe no chão

Um anjo caolho que olhou os dois lados
Dormiu no presente, sonhou no passado
Olhou pro futuro e me disse que não
Não!

Terra Música feedback