Passional

Alcione

exibições 1.841

Já vai embora...
Não diga adeus toda hora.
Diga só um que tente cortar
Esse meu ar de sua senhora,
Insuportavelmente um ar que te explora.
Não morra de pena de mim.
O que eu sinto
É coisa que passa e não mora.

Seja feliz pela vida.
Pra mim é questão de tempo ou bebida.
Pode ser de tempo ou ser de temporal,
Daquele que arrasa e que a tudo faz mal...
Depois tudo fica igual.
Esqueça meu pranto
E o meu rosto arrastando
Esse amargo terror passional.

Veja meu caro,
Nosso amor não foi nada de raro.
Teve um magro final.
O fim de toda trama
Que começa na cama
E termina metade carnal.

Já vai embora...
Me deixe sozinha agora.
Que eu quero me despentear e me desesperar
Pela casa afora,
Sumir no rubor de quem chora,
Clamar a explosão do desgosto
E acabar com esse meu ar
De sua senhora.

Terra Música
feedback