Weakness Of a Man

Angra

exibições 10.395

Weakness Of a Man

By the shore, on an island
I can hear, our sea of sorrow
With no harm with no disgrace
I am planting the seeds of tomorrow

In my circle I will reign
I was left behind betrayed,
Oh yeah!

Dark backward, abyss of time
Right in front of my eyes
Evil nature destroyed my trust
All their scheming will end up as dust

In my circle I will reign
I will rise against my enemies

Now come away to your master
Bring though the air all your magic

I'll bless and curse you till the end
Set your whole self aflame

Foolish visions in my angry dreams
Bringing vengeance to my shore
Now my wisdom shows a different scene
There is not love for us all.

All this time my mind was in the past
Furious footprints in this sand
Now living has revealed at last
All the weakness of a man

Turbulent tides
All the waters seem so rough
Keep your faith because the calm will return

I've been longing for this tide to turn
Bringing vengeance to my shore
Time has passed and this is what I've learned
There is not love for us all

All this time my mind was in the past
Angry footprints in this sand
Now living has revealed at last
All the weakness of a man

Fraqueza de Um Homem

Pela costa, em uma ilha
Eu posso ouvir, o nosso mar de tristeza
Sem feridas sem desgraça
Estou plantando as sementes do amanhã

No meu círculo reinarei
Fui deixado para trás traído,
Oh yeah!

Escuridão para trás, abismo do tempo
Bem diante dos meus olhos
Natureza má destruiu a minha confiança
Todos os planos deles terminarão como pó

No meu círculo reinarei
Eu me erguerei contra meus inimigos

Agora venha para longe de seu mestre
Traga pelo ar toda a sua magia

Vou te abençoar e te amaldiçoar até o fim
Ponha a sua própria vida em chamas

Tolas visões em meus sonhos de raiva
Trazendo vingança à minha praia
Agora a minha sabedoria mostra uma cena diferente
Não há amor para todos nós

Todo esse tempo a minha mente estava no passado
Pegadas furiosas na areia
Agora a vida enfim revelou
Toda a fraqueza de um homem

Marés turbulentas
Todas as águas parecem tão violentas
Mantenha a sua fé pois a calmaria retornará

Eu estive esperando que essa maré mudasse
Trazendo vingança à minha praia
O tempo passou e isso é o que eu aprendi
Não há amor para todos nós

Todo esse tempo a minha mente estava no passado
Pegadas furiosas na areia
Agora a vida enfim me revelou
Toda a fraqueza de um homem

Composição: Kiko Loureiro / Rafael Bittencourt · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Aliches_Pickles, Traduzida por TheBard, Legendado por vandemilson2006
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música feedback