Compensações

Apocalipse 16

exibições 9.829

Apocalipse 16 - Compensações

Um brinde ao egoísmo, ao machismo e ao feminismo
Um brinde ao mecanismo de preservação que nos mantém vivos
E ao mesmo tempo, que nos destrói
Brindemos aos nossos heróis que na verdade nunca foram heróis
Como a vida nos engana
Todo herói só quer colher o louro da fama
Ontem à noite ele mentiu ao dizer que te ama
Ele só queria você deitada na cama
Ela só deitou porque também estava a fim
Um usou o outro e a historia termina assim
Eu te ajudo e você me ajuda, eu te dou o sal e você me dá açúcar

Pague pela diversão, pela alimentação
É inevitável, a troca só rola quando é viável
Eu te dou dinheiro e você me dá satisfação
Uma mão lava a outra na lei da compensação

Busco, te preciso, te quero
Não posso te perder
Te amo tanto, eu te venero
Não vivo sem você

Ele coloca a jóia mais cara no seu pescoço
Mas em troca quer o seu corpo
Troque seu voto por cimento e tijolo
Na TV compensa mais ser loiro do que crioulo
Mas que beleza seu carro popular novo
Comprado a peso de ouro
Em troca da mensalidade, o sábio ensina o tolo
O sonho da casa própria ainda não foi concretizado
Portanto, pague em dia o aluguel, ou vai ser despejado
E se adoecer, o doutor cuida de você
Opera você, medica você, pague, e ele não deixa você morrer
Mas se morrer, pode ter um enterro bonito
Depende de quanto vão gastar parentes e amigos
Porque a funerária cobra muito caro
E de repente, você nem era assim tão considerado
Pra ser enterrado num caixão com detalhe dourado
Ta certo, ta certo, eu até concordo
O homem tem que trabalhar pra ter seus bens, eu to de acordo
Mas a lei da compensação e do olho por olho está cegando a todos


Busco, te preciso, te quero
Não posso te perder
Te amo tanto, eu te venero
Não vivo sem você

A camisa de futebol do seu filho,''trocentos" Reais
A chuteira do seu filho, "trocentos" Reais
O gol marcado pelo seu filho ,não tem preço

Como não, então que valor é esse aqui cobrado no meu cartão
Todo sonho tem um preço
Eu bem que mereço, afinal paguei o preço
O advogado comprou o juiz e meu crime perdeu o peso
Cantou a liberdade, mas que liberdade
Cruel e mesquinha
Ser humano ordinário e traiçoeiro
Não trabalha pelo bem e sim pelo dinheiro
Afinal, fuma pela brisa
Pede paz, só quando precisa, e só ameniza quando convém
A compensação pode ser mínima ou imensa
Desde que ela exista e nunca me atrapalhe
O quanto me ajuda é o quanto você vale
Lei maldita, que interdita a estrada que leva ao crescimento
Quanto vale o vento, quanto vale a água
Me diz quanto vale a sua alma
Você não sabe né?
Sendo assim, eu vou cantar pro Santo
Que sem querer favor quebrou o meu encanto
Me emprestou sue sangue e me prometeu com o coração
Um lar na nova terra, longe de compensação
Por isso, eu canto pro Santo que tem palavra
Aceita o louvor que vem d'alma

Maravilha é viver e poder respirar
Maravilha é andar e poder se mover
Maravilha é você gostar de mim
Maravilha é você pensar em mim
Aleluia

Terra Música
feedback