Letras de músicas - Letras.mus.br

Ouro e Diamante

Banca CNR

Ahhh, chega de sempre ouvir a mesma ladainha a todo instante.
Não vou me convencer que não ter nada é o bastante.
Na nota de cem dólar eu não vejo meu semblante.
Eu quero ouro e diamante.

Ação, reação, solução, essa é a minha missão.
Me diga por que não da pra bota no chão.
É um vacilão, meu coração é feito à prova de bala.
Nem tiro, nem mentira nada disso me abala.
Minha arma é o meu verso, às vezes eu tropeço.
Mas todos inimigos no caminho eu atropelo.
A fé de Deus eu peço pra seguir em frente.
Sempre buscando força na minha gente.
Estilo delinquente de boné e calça larga.
Zulu CNR pra desmascarar canalha.
Na área sem falta e sem medo do destino.
Unido ao Tami e o Guido, perseguido.
Punir a lei do Gui tu não vai,
Se subi, tu só cai.
Aprendi mas errei demais.
Em busca da paz.
Mas longe do meu quintal.
Não corro atrás do arco-íris como leprechaun
Não morro para o mal.
Não mato para o bem.
Eu sei que sou capaz, quero mais, e vou além.
Eu quero mais e vou além.
Eu sei que sou capaz, eu quero mais, eu vou além.

Chega de sempre ouvir a mesma ladainha a todo instante.
Não vou me convencer que não ter nada é o bastante.
Na nota de cem dólar eu não vejo meu semblante.
Eu quero é ouro e diamante. (2x)

Ação, reação, solução, essa é a minha missão,
Junto com os irmãos.
Embolado, favelado, eu tô que tô.
Em versos diferentes é da vida, é da vida.
Cai por terra agora quem não acredita.
Deus fez todos semelhantes pra viver a vida.
Vai demônio agora leva os inimigos.
Deus seja louvado salve os escolhidos.

Vai bomba, bomba com Zulu.
Que no CNR vai firma.
Onde está você, pra vê, pra crê?
No mundo só depende de você.
Bota pra queimar, quero ver ferver.
Ouro e diamante na minha pra fazer acontecer.
O brilho do seu ouro não me cega.
Enquanto eu tiver com a fama
Quero ver dizer que não me enxerga.
Sua inveja não vai me pegar.
Enquanto eu vou vaza e Babilônia vai queima.

Chega de sempre ouvir a mesma ladainha a todo instante.
Não vou me convencer que não ter nada é o bastante.
Na nota de cem dólar eu não vejo meu semblante.
Eu quero ouro e diamante. (2x)

Ação, reação, solução, essa é a minha missão.
E vendem do crime a revolução.
Pés no chão, coragem pra viver, pra vencer.
Se o otário não acredita então fazer o que.
Nos fala de proceder, de batalha e luta.
E quando tô na derrota não ajuda, me julga.
Mas sua trairagem só me faz crescer.
Ficar longe desviar de gente como você.
Mas ai fazer o que, mesmo assim eu tô de volta.
Se enganou quem pensou que eu morria na derrota.
Só me fortaleceu aprendi a jogar, sei lá.
E hoje eu sei por que lado entrar.
Vou mostrar pra quem duvida.
Pra quem desacredita,
No meio da podridão encontrei uma saída
Não vou cruzar os braços
Não vou ficar parado.
Nem ficar indeciso num canto ali jogado.
Hoje revolução faz parte da minha vida.
O rap me abriu a porta e brilhou uma saída.
Faz parte da minha vida.
O rap me abriu a porta e brilhou uma saída.

Chega de sempre ouvir a mesma ladainha a todo instante.
Não vou me convencer que não ter nada é o bastante.
Na nota de cem dólar eu não vejo meu semblante.
Eu quero ouro e diamante. (2x)

  • Enviar legenda
  • Cifra
  • Ouvir música
  • Palco MP3
  • Fotos
  • Vídeos
  • Imprimir
  • Corrigir
  • Enviar letra para...
4.419 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais