Homem Do Meu Tempo

Bruno e Marrone

exibições 32.670

Vou levando a vida e a vida me levando, tudo é viver
Embalando amores nas canções mais comovidas,
Do meu carro eu posso ver
Gente pelos bares, telefones celulares,
Nuvens de fumaça
Crianças brincam numa praça
Isso mexe com as minhas emoções
Avião, metrô, velocidade essa cidade que não dorme
Avança no sentido do futuro
Para que tudo se transforme
Imagens e palavras chegam via internet
Eu sou mais um viajante, um sonhador
Diante de um maravilhoso mundo novo
A tela de um computador

Vou vivendo a vida, momento a momento
Deixando o meu sentimento nas canções que invento
Prá falar de amores
Sou um ser humano, homem do meu tempo
O futuro é onde eu moro, mas no fundo eu adoro
Conversar com as flores
Vou seguindo em frente,
Mil faróis, máquinas quentes cantam pneus
Quanto mais eu vejo esse progresso a minha frente, mas eu tenho fé em Deus
Prédios aos milhares, gente, usinas nucleares, sondas no espaço
Mas é a força de uma abraço que renova
Essas minhas emoções
Paro no sinal, vejo pessoas sem abrigo e sem destino
Onde estão os filhos desses velhos e os pais desses meninos
São coisas que eu pergunto e a resposta é o silêncio
Que me dá um grande medo, tristeza e dor
Será que alguém vai perguntar em poucos anos
O que era o amor?

Composição: Paulo Debétio / Paulinho Rezende · Esse não é o compositor? Nos avise.
Legendado por guim
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música feedback