Iguaria Campeira

Candieiro

Ao lonquear a carne gorda de um churrasco mal passado
Dou um tombo na farinha pra enxugar o sangue escaldado
Oiga-lê bóia campeira pra um estradeiro estropiado
No engraxar do bigode golpeio a guampa de canha
Dando um tempero especial às refeições da campanha
"Bamo" encostando a carreta, talhando espeto em taquara
Campeio a lenha pra o fogo, espeta o chibo nas varas
Apruma a trempe pra o mate, aquento o arroz carreteiro
Depois de bucho chinchado, seguimos estrada parceiro
Picando a manta de charque, arroz na panela preta
É receita à moda antiga, no rangido da carreta
Mateando e contando causos de baianistas e carpetas

152 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais