Letras de músicas - Letras.mus.br

Ai deu sodade

Canindé

Marido se alevanta
E vai armá um mundé
Prá pegá u'a paca gorda
Prá nóis cumê um sarapaté
Aruera é pau pesado
Num é minha véa
Cai e machuca meu pé
E ai d'eu sodade

Intonce marido
Se alevanta
E va na casa da tua vó
Buscá a ispingarda dela
Pro cê caçá
Um mocó
Só que no lajedo tem cobra broba
Num é minha véa
Me morde e fica pió
E ai d'eu sodade

Intonce marido
Se alevanta
E vai caçá
U'a siriema
Nois come
A carne dela
E faiz u'a bassora
Das pena
Ai quem me dera
Tá agora
Num é minha véa
Nos braço
D'uma roxa morena
E ai déu sodade

Sujeito alevanta
E vai na casa do venderão
Comprá u'a carne gorda
Prá nóis cumê um pirão
É que eu num tenho mais dinheiro
Num é minha véa
Fiado num compro não
E ai d'eu sodade

O marido se alevanta
E va na venda
Do venderin
Comprar déis metro
De chita
Prá fazê ropa
Pros nossos fiin
Aí dent'o tem
Um cochão vei
Num é minha véa
Dismancha e faiz
U'as carça prá mim
E ai d'eu sodade

Disgramado te alevanta
Dexa di cê
Priguiçoso
Um home
Qui num trabaia
Num pode
Cumê gostoso
É que trabaiá é muito bom
Num é minha véa
Mais é um poco arriscoso
E ai d'eu sodade

O marido se alevanta
E vem tomá
Um mingau
Qui é prá
Criá sustança
Prá nois fazê
Um calamengau
Brincadeira de manhã cedo
Num é minha véa
Arrisca quebrá o pau
E aí déu sodade

Marido su disgraçado
Tu ai de morrê
Cachorro ai de ti latí
E urubú ai de tí cumê
Se eu subesse
Disso tudo
Num é minha véa
Eu num casava
Cum ocê
E ai d'eu sodade

22.386 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais