No Rumo de Um Coração

César Oliveira e Rogério Melo

exibições 9.290

Patrão
Me empreste um pingo dos buenos
Que tenha trote sereno pra visitar meu amor
Que vou numa marcha estrada a fora
Pra chegar antes da hora que desabrocha uma flor

Talvez, talvez
No rancho que fiz pra ela
Encontre junto à janela
A minha prenda de fé
Sorrindo, sorrindo
Num olhar de primavera
Ao terminar sua espera
Escutando um chamamé

Talvez, escutando um chamamé

Mas volto
Pra estância no outro dia
A entoar melodias ao longo do corredor
Bombeando o brilho nos olhos dela
Ao acenar da janela do nosso rancho de amor

O pingo, o pingo
Um mouro gordo e delgado
Pêlo fino e bem tosado
Pra os caprichos da paixão
Pressente, pressente
E se queda junto as "casa"
Pra repisar a mesma estrada
No rumo de um coração

O pingo, no rumo de um coração.

Composição: Eduardo Soares e César Oliveira · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por iiikooo
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música
feedback