Gladiador da Lealdade

Consciência X Atual

A lealdade para um homem é um dever
Só o progresso do sincero hà de vencer
Jamais trair... não fraquejar...
Repudiar o desafeto que desonrar

Ai neguinho é madrugada na favela 03:00 horas
Tá mó calor e eu sem dormir até agora
Vou lá pra fora ascender um do bom
Pra amenizar né ai cia né o extress e a tensão
Faz uma cara que eu não paro um só momento
Pra deixar com que o vento carregue o pensamento
Reflexão no tempo do que no tempo me tornou
Aprendizado do que fui até o que hoje sou
Na brisa da erva vou viajando no passado
Lá estava eu tremendo no primeiro assalto é mãos pro
Alto
Que é pânico e a casa do terror a vaidade que te segue
Evaporou o estímulo
A minha auto-confiança na missão, pra ter calma,
Frieza o controle da situação
(além de ser...) um discípulo no crime, sorrindo pro
Medo tamo aí, tamo firme
Entre várias traições e falsidades, na caminhada dos
Lamentos e nas meias verdades
Aprendi...(que a vida é um retrado de caça e presa)
Aprendi...(que a morte é a única certeza)
Não posso fraquejar eu sou guerreiro,guerreiro assinei
E é pra sempre
A palavra vem primeiro mas silêncio na favela que
Noite cabulosa óh
Porra madrugada quente paranóica, certa vez talvez
Falta de sorte
Fevereiro o mês eu com 16 primeira vez ue-3 foi
Desacerto ou erro sei lá (sei lá)
Interno de menor e ai febem da licensa e aqui desabou
Caiu entrou aqui na questão
Naquele dia eu tinha que tomar uma decisão de um lado
O sofrimento da coroa
De outro a ambição influenciando a escolha, brilho nos
Olhos não sou rapaz
Viver do crime é bom demais mas é só pra quem é capaz
Materialismo e os sonhos de consumo, seduz o teu
Presente compromete o teu futuro
Loucura no bagulho é várias fita, é vários plano o
Destino te dá tudo
Recheado de enganos te presenteia e toma em dobro
Entendeu qualque é ?
Pro juiz a toda hora percebeu né, minha coroa sofreu
Mas vou dizer
O cara da cena do louco o cara do poder, questão de
Ter posição de respeito
Disposição ce tá ciente né neguinho é com nós mesmo
Sem dublagem pra não ter reclamação o verme tá nas
Margens se apegando na emoção
Quebrando a oportunidade vai ser lotado, suspenção,
Observação grau no salafrário
96 o mano eu já de maior vê só, assalto zicado
Desempenho o pior dos piores sem dó
Imperdoado, inadimissível cadeia pública, sinistra e
Horrível
Naquele momento o calar-frio me acompanhava, o funça
Perguntou;
E ai vai subir ou vai pra ilha? que nada eu sou é
Homem sujeito merecedor
Seguro é pra canalha eu sou é criminoso, é madrugada
Zona norte
Ribeirão preto, muito valor e orgulho pra rapa aqui do
Gueto
Vou caminhar até o bar lá do seu mané se segura no
Goróti
Pra se manter em pé seu zé na depressão pelos problema
De família
A depressão descontrolou naufragou a auto-estima, deus
Te abençõe
E ai mané e a breja boa sorte, vou de rolê carburar e
Dá uns góle.

Justiça e igualdade jamais foi demais, hà tempos
Atrás
Só guerra e ruina, mas hoje impera a paz
A lealdade para o homem é um dever
(fidelidade o tempo ensina)
Só o progresso do sincero hà de vencer
(vai permanecer só quem é verdadeiro)
Jamais trair... (é libertado pra morrer)
Não fraquejar... (fraco, covárde vai padecer)
Repudiar o desafeto que desonrar
Gladiador da lealdade

Ai neguinho más lembranças sofrimento de monte,
Os anos de cadeia, trânsito e bonde ritimo alucinante
Atenção à toda hora
Vários fraquejaram é sem misericórdia, só monstro no
Jet do sistema
Bagulho de filme várias fita problema o poder de
Decisão é imediato rapaz
Lutar pela justiça sem esquecer da paz, ao mesmo tempo

A liberdade quem não quer diz ai? se o juiz não
Assinar vou me jogar daqui
E fugir meu pensamento foi esse naquela tarde de 98
Injuriado na maldade
No vacilo do funça ganhei o alambrado e a pista de
Pinote na rodovia
Folêgo de maratonista, corre que se os agentes por a
Mão
30 dias de bóte chicote estrala é sem perdão cheguei
Na quebrada
Trombei uma guerra mortal um vietnã, genocídio loucura
Total
A paz eu vi é segar e destruir na batalha em defesa da
Quebrada me envolvi
Apetite de sobra tá ligado que é com nós neguinho
Vários sentiram o ódio que jorrava de mim, razão
Ofuscada
Ninguém entendia nada nós se matava e a polícia batia
Palmas
Em meio o tempo nos contatos do fechado os barato
Cabuloso que adiantou meu lado
Influências de fato me colocaram na cena do louco
Pra fora do brasil só com os periculoso de tonelada
Branca e pura só dáfingi
Proteção de g3, ponto 50, estinguer só fuzil né não
Armamento de guerra
Sem menisquência e sem miséria em... 2001 retornei ao
País
Fugitivo e procurado mais endinheirado e feliz lancei
Uma 200
Um vectra da hora ai neguinho pode chegar que eu tô de
Volta
Nesse mesmo ano muita coisa aconteceu, meu filho
Nasceu óh meu
Só alegria derramava no meu peito tá no mundão meu
Primogênito
Felicidade de criminoso dura pouco denúncia anônima,
A favela tomada pelos porco do garra, só civil sem
Acerto ou acordo
(aí zé não reage não vai te levar vivo ou morto)
Fazer o que me rendi pode levar esse guerreiro é de
Aço e não vai fraquejar
Questão de tempo eu tô na rua de novo aí ce vai ver o
Que é ser audacioso
Quando cheguei na cadeia em 2002... diz que no fundão
Só monstro na linha
Transparência se resume no dia-a-dia já fazia uma cara
Que eu tava sendo analisado
Pré-assinado falatava só o papel pra eu se... mas...
Colei no uou então rapaz a hora é essa entra na linha
Com a torre
E procura saber quem eu sou, outra visão pois aqui não
Tem comédia
Os olhares de ódio a simpatia pro gladeador.

Justiça e igualdade jamais foi demais, hà tempos
Atrás
Só guerra e ruina, mas hoje impera a paz
A lealdade para o homem é um dever
(fidelidade o tempo ensina)
Só o progresso do sincero hà de vencer
(vai permanecer só quem é verdadeiro)
Jamais trair... (é libertado pra viver)
Não fraquejar... (fraco, covárde vai padecer)
Repudiar o desafeto que desonrar
Gladiador da lealdade

Hoje eu me pego a pensar nesses baratos, lembrar do
Percurso
Que tracei no passado pra conquistar toda a glória e
Respeito

4.076 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais