Letras de músicas - Letras.mus.br

A Morte do Rio

Crioulo Dos Pampas

O peixe desapareceu, a fome ocupou o lugar
O pescador entristeceu por não ter onde pescar
O biguá também partiu para nunca mais voltar
Vendo o peixe sucumbir não há razão pra ficar.

O peixe sumiu, a água turvou
Na barranca deste rio nunca mais ninguém pescou.

As flores dos aguapés tem a cor do desespero
Perderam toda a beleza com a morte do pesqueiro
Depois de ver tudo isso eu também chorei de dor
Acabou-se para sempre meus sonhos de pescador.

O progresso e a ganância arbitraria e atrevida
Agridem a natureza, já não respeitam a vida
Estão destruindo tudo a água, a mata e o ar
Estamos morrendo aos poucos só deus pode nos salvar.

881 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais