Meu Consolador

Eliã Oliveira

exibições 52.443

As vezes em angústia penso assim:
Deus não está me vendo, chegou o meu fim
Está tudo perdido, meu sonho acabou
Uma tempestade sobre mim desabou
Caminhos de espinhos ferem os meus pés
Coração sangrando em meio ao revéis
Meus melhores amigos me abandonaram
Estou sucumbindo, forças me faltaram
E em meios às lágrimas eu clamo assim:

Meu Deus me socorre, sare a minha dor
Não me abandones, não me deixe só
Sem Ti sou ninguém: sou fraco, sou pó
Só Tu és meu tudo, minha força maior
Consola a minh'alma e meu coração
Sustenta-me, oh Deus, com as Tuas mãos
O mar é bravio e quer me tragar
Mas sei que Tu podes, o mar acalmar

Às vezes me sinto tão triste, tão só
No vale escuro, gemendo de dor
Quem ouve o meu grito? Quem me dá a mão?
Não vejo ninguém, sinto a solidão
Porém neste vale, de angústia e dor
Meu Cristo me diz: Não te deixo só
Sou Eu te provando e te preparando
Tal como o Oleiro, estou Eu te quebrando
Pois em tua vida, Tenho um grande plano

É nesta hora, de angústia e dor
Que Jesus me prova O Seu grande amor
Sinto Suas mãos a me proteger
E a dizer: Meu Filho, luto por você
Quando eu pensei: Deus me abandonou
Me pôs em Seus braços e me carregou
Nas horas amargas, consolo me deu
Estendeu Suas mãos e me protegeu
Sarou minhas feridas, meu pranto enxugou

Levante a cabeça, prossiga em frente
Em tuas batalhas, Eu estou presente
Eu luto por ti, te dando a vitória
Fazendo-te mais do que vencedor
Sou Eu Teu Amigo, Teu Conselheiro
Fica em Meus planos, guarda os Meus conselhos
Não há quem impeça tua vitória, se Eu Sou o Teu Senhor

0 comentários
Terra Música feedback