Revelação

Eliã Oliveira

exibições 68.758

E eu, João, que também sou vosso irmão
E companheiro na aflição e no reino e na paciência de Jesus Cristo
Estava na ilha chamada Patmos por causa da palavra de Deus
Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor
E ouvi detrás de mim uma voz como de trombetas que dizia:
O que vês escreve num livro e envia às sete igrejas que estão na Ásia
E virei-me para ver quem falava comigo e virando-me, vi sete castiçais de ouro
E no meio dos sete castiçais, um, semelhante ao Filho do Homem
Vestido de um vestido comprido e cingido com um cinto de ouro
E a sua cabeça e cabelos eram brancos como a lã
E os seus olhos como chamas de fogo
E os seus pés semelhante ao latão reluzente e a sua voz
Como a voz de muitas águas
E Ele tinha na sua destra sete estrelas
E da sua boca saia uma espada aguda de dois fios
E o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece

E eu quando vi, caí como morto aos seus pés
Mas Ele pôs sobre mim sua destra dizendo não temas
Eu Sou Jesus, Eu sou o primeiro e o último
O que vivo e fui morto
Mas eis que estou vivo para todo sempre, amém
Eu tenho as chaves da morte e do inferno
Venci no calvário do mal o império
E agora te faço saber o presente e o que há de acontecer
Escreve as igrejas que estão na Ásia
Eu sei tuas obras, virtudes e falhas
Não tolero pecado, Sou Santo, e não falho, e o povo é meu
Diga ao povo que tenho tesouros guardados
E ao que vencer será recompensado
Vai se assentar comigo em meu trono
E terá galardão reservado
A linda cidade que João contemplou
É a cidade que Deus pra nós preparou
É a cidade santa, a nova Jerusalém
E é pra lá que vamos subir
Breve iremos voar, voar, voar
E a face de Jesus contemplar, contemplar
Conhecermos o Pai, pois o Senhor Jesus
Vai nos apresentar

Vamos subir, subir, subir
Vamos cantar assim, assim
Em um coral ali, ali
Jesus regendo assim, assim
Santo, santo, santo, santo, santo, santo, santo
Santo, santo, santo, santo, santo é o Senhor
Anjos, Arcanjos, Querubins, Serafins
Crianças, obreiros, os jovens, os velhos
Transformados ali, glorificados enfim
Sem diferença de língua, de raça, de cor
Lá não tem grande nem pequeno
Pois o grande é o Senhor
O Adorado, o exaltado, o nosso amado Salvador
A Ele a honra, a glória, majestade e o louvor
E nesta festa vamos estar, por isso vamos vigiar
Nas ruas de ouro vamos andar
Nossos amados lá encontrar
E eternamente com Jesus, iremos habitar

E lá no céu meu Jesus
Nossas lágrimas enxugará
Toda dor vai cessar
Nunca mais, nunca mais, nunca mais, vamos chorar
Nunca mais, nunca mais, vamos chorar
Nunca mais, nunca mais, vamos chorar
Todo pranto e dor vão ter fim
Te prepara irmão, breve vamos subir

0 comentários
Terra Música feedback