O Rosto do Rei

Erasmo Carlos

exibições 480

Vivo só eu sei
Mas sozinho jamais
Minha cara não tem rosto em minha paz

Sou meu rei
Mas não mando em mim
Sou concelho da vida real que me quer assim

Vivo em paz, em qualquer cansão
Cantar a incerteza do sonho em meu reino de ilusão

Vivo só eu sei
Mas sozinho jamais
Minha cara não tem rosto em minha paz

Eu lembrei
Dos sonhos que eu tinha
Que qualquer estrela do céu que eu quisesse era minha

Mesmo que eu fosse
Apenas um grão
O que sentia era tanto maior que a imensidão

Vivo só eu sei
Mas sozinho jamais
Minha cara não tem rosto em minha paz

Acordei de um sonho aprendi...
Que talvez... o tempo transforme, num sonho feliz

Sou meu rei, mas sonho demais
Mesmo com amores futuros que eu já nem me lembro mais
E só tenho, além de ninguém
Meu violão verdadeiro que grita não sei pra quem

Vivo só eu sei
Mas sozinho jamais
Minha cara não tem rosto e minha paz...

Terra Música
feedback