Terminais da Vida

Exaltasamba

exibições 22.474

Eu vendi bala também
Na estação de trem
Nos terminais da vida
Ralei como ninguém
Vi gente se perder
Vi sonho se acabar, ter fim
Que droga!
Eu fui pai, fui mãe e irmão
Pra não faltar o pão
Feijão de cada dia
Lutei pra conquistar
Briguei pra não perder
Deus sabe o que passei e hoje eu canto
Pra você que tá chorando como eu chorei
Pra você que ta sonhando
Tudo o que eu sonhei
Nunca perca a esperança de vencer na vida
A gente pode até sonhar mas é preciso acreditar
Querer, buscar, tentar o melhor sempre

Composição: Carlos Caetano/Sergio Procópio/Franco · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por bruuunno z)
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
0 comentários
Terra Música feedback