Canção Das Forças Especiais

Exército Brasileiro

Em resposta ao clamor do dever
Abandono meu lar meu amor
O convívio sagrado da prole
Repudiando o conforme e o prazer
A distancia, a saudade e a dor
Me transformo em lobo feroz
Rosto negro, olhar de rapina
Braço armado que lança o terror

Quando a luta cerrar os seus punhos
Exigindo o sangue do audaz
Quando o medo atingir o mais forte
Misturando o pavor com a morte
Vai erguer-se um guerreiro do chão
Destemido, treinado e leal
Vai buscar a vitória final
E lutar pelo seu batalhão

O silencio das noites escuras
Nos garante sigilo total
O sabre rubro revela a bravura
Inerente ao guerreiro especial
As batalhas de Dias Cardoso
Líder nato, imortal, varonil
Faz de nós orgulhosos soldados
(hu, hu, há)
Das Forças Especiais do Brasil

10.532 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais