Letras de músicas - Letras.mus.br

O amor
Uma palavra é a luz
O que é que eu faço
Se é ele que me conduz

Também preciso
Do cupido que esculpiu
O teu sorriso
Esse que já me atingiu

Primeiro vem o faz, o pois, o sempre a dois
E o vivo só para ti
Agora quando vais, elevas tudo mais
Culpas-me sempre a mim

É infinito
Não tem tamanho, nem cor
Até acredito
Que talvez possa ser o amor

Tem o seu jeito
De mudar tudo em redor
E se for bem feito
Deixa-te no teu melhor

Primeiro vem o faz, o pois, o sempre a dois
E o vivo só para ti
Agora quando vais, elevas tudo mais
Culpas-me sempre a mim

Eu anseio e desejo que me toques agora...
È na hora embora
me vejo um pouco a nora
Mas o que sinto cá dentro nao é o que transparece para fora
Ora bem
Ja me começas a conhecer como ninguém..
Amor, paixão seja o que for
Adoro, sentir o teu calor
Essa tua pele morena que é mesmo minha cena
Es tao serena que nem dá para criar problema
Es tu my baby boo
Tavas no meu baú
Procurei procurei ate que te encontrei
Nao foi facil mas o que importa é que te achei
Quero dar-te o que nunca dei
É o cupido sim eu sei...
Fui atingido mas tou bem
Toda a gente tem o direito de amar alguem
Quando eu quero espero e dou
Porque é assim que faz de mim aquilo que eu sou

Primeiro vem o faz, o pois, o sempre a dois
E o vivo só para ti
Agora quando vais, elevas tudo mais
Culpas-me sempre a mim...

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente.
Enviada por Pedro
Legendado por jrbauru
  • Legenda
  • Cifra
  • Ouvir música
  • Fotos
  • Vídeos
  • Imprimir
  • Corrigir
  • Enviar letra para...
29.567 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais