Não Sou Mas o Mesmo

Forrozão Tropykália

exibições 1.628

Mil e uma histórias inventadas,
pra estar aqui sempre ao teu lado,
mas você nunca acreditou,
sempre duvidou do meu amor,
sei que pensas que nunca fui sincero,
sei que pensas que eu não tenho remédio,
mas vou tentar sobreviver,
a essa falta de você,
e agora que não estás aqui,
em silêncio eu grito o seu nome.

Refrão:
Se fiz algo errado te pesso perdão,
é a única forma que sei,
abrindo as portas do meu coração,
que algum dia decide voltar,
porque não há mais nada que possa curar,
o vazio, que deixaste em mim,
por mais que eu tente não dá pra esconder,
não sou mas o mesmo sem ti,
não sou mas o mesmo sem ti.

Mil e uma histórias inventadas,
pra demonstrar que eu te amava,
agora o que passou passou,
vou tentar viver sem esse amor,
quem sabe aprendemos com os nossos erros,
quem sabe no futuro ainda nos veremos,
vai ser difécio te esquecer,
só o tempo é quem vai dizer,
e agora, que não estás aqui,
no silêncio eu grito o seu nome.

Refrão:
Se fiz algo errado te pesso perdão,
é a única forma que sei,
abrindo as portas do meu coração,
que algum dia decide voltar,
porque não há mais nada que possa curar,
o vazio, que deixaste em mim,
por mais que eu tente não dá pra esconder,
não sou mas o mesmo sem ti,
se fiz algo errado te pesso perdão,
é a única forma que sei,
abrindo as portas do meu coração,
que algum dia decide voltar,
porque não há mais nada que possa curar,
o vazio, que deixaste em mim,
por mais que eu tente não dá pra esconder,
não sou mas o mesmo sem ti.

Terra Música feedback