O Sul É o Meu País

Garotos de Ouro

exibições 2.352

Já montei em potro xucro num pelado de rodeio
De quebrar duas esporas e atorar as pernas do freio
É coisa que eu acho lindo um crinudo vindo aos berros
Se batendo no meu mango e se cortando nos meus ferros
Não escolho pelo ou marca nem o lado pra chegar
Ventana que corcoveia aprende a me carregar
Crinudo que se rebolca eu faço ajoelhar na grama
Se o diabo vem de a cavalo sou eu quem vou levar fama
Rio Grande, Rio Grande é um gaúcho que te diz
Me deixa eu ir de a cavalo porque assim eu vou feliz
Enquanto existir maleva que arraste os beiços no chão
Também vai se ver gaúcho com espora no garrão
Eu nasci pra ser ginete por favor não leve a mal
Pois o meu rancho é um arreio lá no lombo do boi
E quando eu não puder mais sujeitar potro no laço
Eu quero encarar a morte e sair com ela de braço
Não tenho jeito pra santo mas se eu for pro beleléu
A Eguada de São Pedro eu vou ginetear lá no céu
(Rio Grande, Rio Grande é um gaúcho que te diz
Me deixa eu ir de a cavalo porque assim eu vou feliz
Rio Grande, Rio Grande é um gaúcho que te diz
Me deixa eu ir de a cavalo porque o sul é meu país)

Terra Música feedback