Samba Enredo 1997 - Eu Sou da Lira Não Posso Negar

G.R.E.S. Imperatriz Leopoldinense (RJ)

exibições 3.664

EU SOU DA LIRA, NÃO POSSO NEGAR

Eu sou (ai meu Deus, eu sou)
Da lira, não posso negar
Preparei o ano inteiro
Versos para ofertar
Ah! Esse enredo delirante
Um momento emocionante
Lindamente popular
Eu quero cantar!
O Rio de tempos atrás
Chiquinha escreveu
Em notas musicais
Vem liberar, vem amar
Fazer a festa
É a magia do teatro e dos salões

Piano me diz quem é
A pioneira? (bis)
Piano me diz quem é
A maxixeira?
"Rosa de ouro"
Nunca foi de brincadeira

Ah mulher guerreira
Solta os grilhões!
"Corta Jaca", que eu quero ver
Repenica pra remexer
Tem cavaco e violão

E a minha escola
Vai cantando esse refrão (bis)
Lalaiá, lalauê!
Imperatriz fazendo um baile
Pra você

Composição: Zé Katimba, Chopinho, Amaurizão e Tuninho Professor · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Ana Lúcia
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música
feedback