No Mar da Vida

João Alexandre

exibições 6.393

No mesmo barco, no mar da vida
Depois de calmarias e temporais
Nos olhos molhados da despedida
Lutando por sonhos, trocando ideais
Sempre que houver mais de um coração
Pulsando na mesma dor
Não há como esconder
São marcas de um grande amor

Nas fases longas de frases curtas
De muito ouvir e de pouco falar
No abraço forte, num beijo doce
No toque das mãos ou no brilho do olhar
Sempre que houver mais de um coração
Buscando em outro o seu valor
Não há como esconder
São marcas de um grande amor

Uma semente em boa terra
Plantada com sol e suor
Resiste aos ventos e às tempestades
Criando raízes, crescendo ao redor
Com Deus lado a lado, a cada dia
Seu fruto há de ser bem melhor
Mais forte que a morte
Bem mais que paixão
Serão corações no mesmo coração
No mesmo barco, no mar da vida
No mesmo barco, no mar da vida

Terra Música feedback