Chamamé

A ti, meu velho querido de joelhos no chão ofereço
Este rústico adereço, trançado de couro cru -
E esta prece xirú que rezo trançando o dedo
Já que não guardo segredo pra um amigo que nem tu.

Te foste como outros foram para o velho pago do além
Onde um dia eu também , eu quero bolear a perna -
E patrão que nos governa que por certo é teu amigo
Há de ser bueno comigo, ai na querência eterna.

Já que não fui nem a sombra do que foste velho santo
Uma coisa eu te garanto sempre me orgulhei de ti -
Pois contigo eu aprendi o que é honra e coração,
E esta xucra tradição, pelo pago onde eu nasci.

Composição: José Mendes e Jaime Caetano Braun · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por VALDERI
7.857 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais