Matuto no Forró

Jota, Jotinha e Jotão

É mais uma chibatada
Mais uma composição
De cantoria de embolada
Jota, Jotinha e Jotão
Matuto no Forró

Eu vou dançar, vou dançar
E eu vou dançar no forró
Lá eu não vou dançar só
Que vou arrumar meu par
Eu vou dançar vou dançar

Eu vou dançar, vou dançar
Eu vou dançar no forró
Mas lá não vou dançar só
Que vou arrumar meu par

Quando eu tinha quinze anos
Eu era meio abestado
Só vivia no sertão
Trabalhando de alugado
Meu caderno era a roça
Minha caneta o machado
Eu vou dançar, vou dançar

Lá eu era amatutado
Para o lado de namoro
Quando eu via uma mulher
Eu dizia um desaforo
As moças do meu lugar
Só me chamavam vulgoro
(Vou dançar, vou dançar)

Para o lado de namoro
Eu era cheio de pandim
Se eu avistasse um casal
Namorar perto de mim
Ficava igual a barata
Só botando busto ruim.
(eu vou dançar, vou dançar)

Ninguém gostava de mim
Porque além de ser feio demais
Se eu encostasse em uma moça
Atrás de ganhar cartaz
A moça dizia assim
Saia daqui satanás
(eu vou dançar, vou dançar)

Um dia eu disse aos meus pais:
-hoje ninguém me empata
Que vai haver uma festa
Lá no clube do pirata
Hoje a noite eu vou para la
Ver se arrumo uma gata
(vou dançar, vou dançar)

Ai peguei uma gravata
E amarrei no gogó
Vesti uma calça velha
Colada no mocotó
E cheguei la parecendo
O Judas de palito
(vou dançar, vou dançar)

Quando cheguei no forró
O porteiro saiu fora
O dono da casa disse:
Valei me nossa senhora
Meu povo vamos rezar
Que o diabo chegou agora
(vou dançar, vou dançar)

Gritou alto uma senhora
Meu Jesus quem é aquele
Feio, sujo e mal trajado
Já tou é com medo dele
Se quilo não for o cão
Mas veio mandado por ele
(vou dançar, vou dançar)

Correu ela, correu ele
Foi grande a revolução
Uns entrando, outros saindo
Para fora do salão
E eu tomando cachaça
Escorado no balcão
(vou dançar, vou dançar)

Depois da revolução
Eu disse acabou-se o drama
O sanfoneiro voltou
E continuou o programa
E eu disse nesse momento
Vô arrumar minha dama
(vou dançar, vou dançar)

Cheguei perto de uma dama
Comecei com sururu
Ela disse mesmo assim
Saia daqui papangú
Deus me livre eu dançar
Com um bicho feio que nem tu
(vou dançar, vou dançar)

Eu disse eu estou de lundu
Essa noite é que eu brigo
Será que é um azar
Ou um grande castigo
Que essas moça daqui
Não querem dançar comigo
(vou dançar, vou dançar)

Parece que foi um castigo
Que uma moça apareceu
Fina igual a uma vara
E preta da cor de breu
O nariz dava meio palmo
E os beiços veio um pneu
(vou dançar, vou dançar)

Sabe o que aconteceu
Me agarrei com essa infeliz
Comecei a dançar com ela
Dizendo assim: sou feliz
Fui chupar na lingua dela
Errei chupei no nariz
(vou dançar, vou dançar)

Meu povo ela só me quis
Vou dizer o resultado
Ela tinha um olho fundo
E o outro estourado
Cada peito dava um quilo
E a bunda torta pra um lado
(vou dançar, vou dançar)

Mais eu todo amatutado
Peguei naquele setor
Ela disse o que tu queres
Fala logo meu amor
E eu disse quero botar
E é óleo no seu motor
(vou dançar, vou dançar)

Ela disse meu amor
A coisa vai ser agora
Eu vou tirar minha roupa
E tu fica sem demora
Saí nu no meio do povo
Com os documentos de fora
(vou dançar, vou dançar)

Barruei numa senhora
Já ia todo pelado
Essa mulher disse assim
De onde veio esse tarado
Nuzinho no meio do povo
Com esse troço impindurado
(vou dançar, vou dançar)

Aí veio um soldado
Passou uns vinte minutos
Só me dando cacetada
Apanhei que só um bruto
E desse dia pra cá
Eu deixei de ser matuto
(vou dançar, vou dançar)

Agora eu não sou mais matuto
Já saí daquela aldeia
Depois daquele dia
Daquela surra de peia
Fiquei com raiva de festa
De matuto e mulher feia

Eu vou dançar, vou dançar
Eu vou dançar no forró
Mas eu n vou dançar só
Porque vou arrumar meu par
Eu vou dançar vou dançar.

10.983 exibições
Ver mais fotos

Comentários


Quem curte?

Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais