Meu Ranchinho

Liu e Léu

exibições 6.998

Quando a lua surge atrás da mata
Vem iluminando os ramos vegetais
Vejo meu rancho tão abandonado
Cheio de folhas que dos ramos caem
A brisa passa trazendo a saudade
Do meu amor que muito longe vai

Olho pra lua triste soluçando
Vejo as estrelas no céu a brilhar
Até parece que estou enxergando
Aquela ingrata que em faz penar
Triste lamento no braço do pinho
E os seus carinhos eu vivo a recordar

Em alta noite silêncio profundo
Triste sozinho ponho-me a cantar
Meu pinho chora triste no meu braço
Vai disfarçando este meu penar
Aquela ingrata me deixou sofrendo
Agora eu canto só pra não chorar

Porém se um dia neste meu ranchinho
Por um desvairo a morte vir buscar
Eu vou deixar uma triste lembrança
A toda gente que aqui chegar
É meu violão que vai ficar de luto
Em serenata não vai mais tocar

Composição: Sebastião Vitor / Dino Franco · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por B.Rossi
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música
feedback