A Maldição Do Samba

Marcelo D2

exibições 174.330

Quer dançar? Quer dançar? Então prepara
A maldição bateu, sambou, nunca mais pára
E tá na cara, a raiz tá cravada no chão
Do tronco ao fruto com a canabinol fazendo a conexão
E sangue bom, eu disse, sangue bom
Tem coisas que invadem o coração já disse o joão, não
Ninguém faz samba porque prefere
Sobre o poder da criação força nenhuma no mundo interfere
E fabricado em série é o coringa do baralho
Resistência cultural casa do caralho
E passo a passo foi tomando conta de mim
É coisa fina, dj com tamborim

Fortaleceu meus braços, abriu minha cabeça
Um ser humano digno, aconteça o que aconteça
Hip hop Rio, um punhado de bamba
E sabe o que que é isso?
A maldição do samba

O gringo subiu no morro e bebeu cachaça
Fumou maconha e obteve a graça
Depois do samba sua vida nunca mais foi a mesma

Show time a batida arregaça o melhor som da praça
O grave racha o muro e o agudo quebra a vidraça
Na vida tudo passa não é nada que se faça
Mas rima após rima não é de graça
Show time agora sabe como é que é samba no pé
Samba samba no pé
A percussão é eletrônica, a favela na internet
O coco é enlatado e a banana é com chiclete

A maldição do samba

O flow é na batida e o relógio tic-tac
É papel e caneta o coração deu piripaque
Globalizado ou não eu mantenho os meus laços
Do hip hop ao samba é compasso por compasso
Nem feliz, nem aflito, nem no lugar mais bonito
Nada mais interfere no quadro que eu pinto
A bênção velha guarda o samba de terreiro
A maldição te pega no Rio de Janeiro.

A maldição do samba

0 comentários
Terra Música feedback