Filho Precipitado

Marcos Antonio

exibições 27.179

Pai me da o que me pertence eu quero partir
Desejo viver minha vida bem longe daqui
O mundo esta me convidando e eu quero ir
Fazer o que bem entender ninguém para me empedir

Meu pai, olhando em meus olhos, me respondeu
Filho eu te amo tanto, o que tenho é seu
Mas se essa é mesma sua triste decisão
Pode levar sua herança e meu coração

Dias depois eu partir para bem distante
Vivendo bisolutamente gastei o que tinha
Mergulhado na tristeza, alma vazia
Lembrei-me do meu velho pai e do lar que possuia

Então me levantei, caminhei de regresso
Com o corpo ferido, isso eu confesso
não tinha alimento para comer
Água de feu me deram pra beber

De longe avistei no alpendre da casa
Com os braços abertos meu pai me esperava
Caí de joelhos ele me beijou
Meu filho querido, que estava perdido mais hoje
voltou

Voltei meu pai e hoje arrependido
Quero ficar contigo, porque aqui é meu lugar
Voltei meu pai e hoje arrependido
Quero ficar contigo, nunca mais vou te deixar

Então me levantei, caminhei de regresso
Com o corpo ferido isso eu confesso
Não tinha alimento para comer
Água de féu me dero para beber

De longe avistei no alpendre da casa
Com os braços abertos meu pai me esperava
Cair de joelhos ele me beijou
Meu filho querido, que estava perdido mais hoje
voltou

Voltei meu pai e hoje arrependido
{Bis}
Quero ficar contigo, porque aqui é meu lugar
{Bis}
Voltei meu pai e hoje arrependido
{Bis}
Quero ficar contigo, nunca mais vou te deixar
{Bis}

0 comentários
Terra Música feedback