Letras de músicas - Letras.mus.br

Sofrimento Eterno

Mc Bigo

Essa é a história de um guerreiro braço forte que partiu meu coração
157 consciente, fortemente chapa quente, sempre boladão
Eu quero sair dessa vida, mundo crime, já não aguento mais
Minha mulher espera um filho meu, quero ficar de boa e viver em paz

Eu prometi para mim mesmo que essa noite seria minha última vez
Infelizmente não deu certo, é difícil corrigir os erros que a gente fez
Eu tava de fuga e sem esperar escutei vários tiros
Naquele momento pensei em tanta coisa, lembrei do meu filho
Não posso morrer ele "tá" pra nascer eu tenho que ser forte
Premonição eu não tenho, mas não quero bater de frente com a morte

Preso no hospital foi que eu acordei muito soro na veia
Na semana seguinte eu fui pro sistema, sofrer na cadeia
Preciso de deus agora, mãe do filho meu, não chora

Bate o martelo e o juiz no latrocínio me condena a vinte "fechadão"
Quando o menor ficar maior não diz pra ele que o pai dele sofre na prisão
Mente que eu "tô" trabalhando, viajando o mundo inteiro
E a angustia terá um fim, quando eu voltar vai ser com muito dinheiro

O tempo passou e eu envelheci, alvará cantou, graça à deus eu sai
Prometi pro meu filho que iria voltar com bastante dinheiro
Não posso decepcioná-lo, preciso de um plano certeiro e ligeiro
Quero ver o meu filho e recompensar o que deixei pra trás
Vai ser só um assalto, eu pego o dinheiro e crime jamais

Invadi a empresa, coloquei "mó" terror
Bolado dei voz de assalto, todo mundo deitou
Com o malote na fuga o gerente reagiu
O gatilho eu apertei, dois tiro no "globo" o gerente caiu
Minha vida "tá" feita, pra casa vou voltar
Com muita grana no bolso, meu filho vai me idolatrar

Chegando em casa, um barulho de choro, então foi que eu escutei
Minha mina chorando, avisa meu filho que eu já cheguei
De cabeça baixa e muito deprimida, me disse você não vai ver seu filho nessa vida
Jornais já publicaram o fato que ocorreu, inocentemente nosso filho morreu

Neurose bate, guerreiro quer se vingar
Como é que aconteceu, será que pode me explicar?
Chorando ela desabafou
Ele vivia estudando, pois alguém na vida ele queria ser
Pra quando o pai dele voltar, mostrar que lutando ele pôde vencer
Tinha um emprego bacana, gerente de empresa, recebia bem
Um garoto doce e humilde que não desejava o mal à ninguém
Infelizmente os sonhos foram pro alto, levou dois tiros e morreu num assalto
Se não reagisse seria diferente, o sonho dele era estar aqui presente com a gente
Ao lado do trono de deus descansa uma pessoa rara
Justiça seja feita, aqui se faz, aqui se paga

"é... a vida é desse jeito
De olhos fechados dei tiro no escuro
No mundo perdido fui ganancioso, dedo seco no gatilho
Por causa do dinheiro, matei meu próprio filho.
Mc bigo, mandando a vera!"

Quem planta o mal, não colhe o bem
Desse sequestro eu fui o refém
E hoje eu ganhei o sofrimento eterno
Ele foi pro céu e eu vou pro inferno

Composição: Otávio Moura · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Adson
Legendado por mirinhamiih
90.519 exibições
Ver mais fotos

Comentários


Quem curte?
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais