Letras de músicas - Letras.mus.br

Rap Da Violência

Mc Pereira

VERSÃO 1999:

Amigo, a violência está cada vez maior
No Brasil, me causa dó...

Nesse rap, amigo, eu vou falar
Que a violência está presente em qualquer lugar.
Em todas as cidades do meu Brasil
Até em Brasília, o mais cruel que já se viu.
Quando passou na TV, confesso eu senti dó
De ver que cinco jovens lá queimaram um Pataxó.
No mundo de hoje, o caos está geral
Até a classe média está gerando mais marginal.
Nós já não temos direito à livre diversão
Alô, presidente, por favor, preste atenção.
Eu só quero viver em país no meu país
Sem a violência é que eu posso ser mais feliz.
Eu retornei da V.G. só pra te dizer
Cuidado que um dia o próximo será você... FHC!!!

REFRÃO:
Sangue bom, você pode crê
Que a violência hoje rola como um lazer.
Em qualquer canto presente está
Nos morros do Rio, em São Paulo e em Guará.

Agora eu vou de novo convocar
O presidente do Brasil para falar.
Que há muitas pessoas sem casa pra viver
Que nunca estudaram e não sabem nem escrever.
Passaram fome e miséria nessa grande nação
Onde os seus direitos são roubados por um ladrão.
Que mora lá em Brasília e vive do melhor
Enquanto acontecem injustiças ao seu redor.
Estou falando do crime da Favela Naval
Também o de Acari e o de Vigário Geral.
Lá na Cidade de Deus também foi ocorrer
A PM espancou inocentes lá pra valer.
Isso me faz lamentar pela população
Que vive em sufoco e não quer sofrer mais não... Quer só apaz...

REFRÃO:
Sangue bom, você pode crê
Que a violência hoje rola como um lazer.
Em qualquer canto presente está
Nos morros do Rio, em São Paulo e em Guará.

Nosso destino é lutar pelo nosso ideal
De ver o Brasil uma nação sensacional.
Nesse momento então eu vou me apresentar
Sem esquecer que o meu dever é só melhorar.
Eu sou o Pereira MC, suo da V.G. da fé
Tenho idéias firmes que o Brasil é.
O que jamais eu sonhei e nem imaginei
Pois eu só queria ver a paz reinar de vez.
Moro aqui em Guará e me orgulho sim
Desse meu bairro do começo até o fim.
Muitos tentaram fazer ele ser contra a paz
Só que a V.G., meu amigo, ela é demais.
Gosto demais de curtir o funk pode crê
Sem a violência a minha vida é só lazer... Eu sou da paz...

REFRÃO (4x):
Sangue bom, você pode crê
Que a violência hoje rola como um lazer.
Em qualquer canto presente está
Nos morros do Rio, em São Paulo e em Guará.

Composição: Felipe Pereira Reis · Esse não é o compositor? Nos avise.
10.963 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais