Letras de músicas - Letras.mus.br

Em meio a miscigenação de São Paulo uma grande cidade
mensageiro da profecia isso é musicalidade
já andei por Juazeiro, Euricuri e Bodocó
mas nuca vi em minha vida mistura de rap com forró

O hiphop é bom pra curti no salão e esse chote é bom
é lindo uma unção e se segura então ouvindo nosso som

Eu não sou Ayrton
mas também estou na cena
ascende do nordeste
esse meu rap sem problema

satirizando o inferno
minha rima sempre abala
um aviso importante
tira os fariseu da sala

Não quero minha marca ligada
a coisa pequena ou alienada
antes de mais nada nessa parada
muito obrigado olha o pé na estrada

de sangue pernambucano
no forrap eu vô rimando
coisa ruim rege da banda
que eu já tô chegando

e a entrada triunfal de Jesus
naquela cidade
montou no lombo do jumento
com muito humildade

no mundo luxuoso
e cheio de modernidade
ser simples a ponto
de pode pregá com seu sotaque

entre naquele cidade
e pregue pra quem quisé
mas se ninguém te ouve
sacode a poeira do pé

não problema se esse som raiz
você discriminou
eu não fiz pra você
os nordestinos gostô

O hiphop é bom pra curti no salão e esse chote é bom
é lindo uma unção e se segura então ouvindo nosso som
Tem rap até amanhã pra curti de montão

O hiphop é bom pra curti no salão e esse chote é bom
é lindo uma unção e se segura então ouvindo nosso som
Tem forró até amanhã pra curti de montão

Zabumba bate sanfona completa essa é a hora
meu som é mais raiz do que moda de viola
minha mente explora a rima em pingo d´água
dá um nó faz levantá mais poeira é arrasta pé e forró
o sol que aquece, a lua que brilha
o vento refresca vem junto com a brisa
estrela no céu, aqui chão de terra amor verdadeiro
que vem da favela ochente não se aveche
ei cabra esse é o forrap de sampa
até o nordeste escute vê se me esquece
isso sim é novidade o que há de melhor
b boy dançando breick numa base de forró
retirante do nordeste até São Paulo se deparô com a cultura
e ficou maravilhado de cabeça raspada tem uma pá de
Zé povinho vacilão que descrimina o povo preto e nordestino
esse aí não vai passa quando abrir o mar vermelho
não vai vê a Miriam fazendo repente com pandeiro
tu que falo que forró com rap não virava
mas na surdina tu liga o som e curti na sua casa

O hiphop é bom pra curti no salão e esse chote é bom
é lindo uma unção e se segura então ouvindo nosso som
Tem rap até amanhã pra curti de montão

O hiphop é bom pra curti no salão e esse chote é bom
é lindo uma unção e se segura então ouvindo nosso som
Tem forró até amanhã pra curti de montão

A lua brilha aqui fora é tudo nosso nego
vai vendo que sol bonito olha que Deus aprontou
as dama tá presente e os parceiro também
sô favela e sô feliz mesmo sem nota de cem
seja na terra, no asfalto, prossigo na missão
só os correria pisa quem tá no chão
aí doidão seguindo humildão daquele jeito com um tênis da hora
ou de chinelo de dedo
só o respeito num campo de terra, um futebol
um basquete represente um domingo de sol
é nois mesmo nego os locos do interior
malaquero versador rimador com muito amor convocado pra guerra aí doidão eu tô aqui
e festa Deus preparô é só tu sabe curti
três malaquero não é isso que você queria
é nois mesmo nego mensageiros da profecia

O hiphop é bom pra curti no salão e esse chote é bom
é lindo uma unção e se segura então ouvindo nosso som
Tem rap até amanhã pra curti de montão

O hiphop é bom pra curti no salão e esse chote é bom
é lindo uma unção e se segura então ouvindo nosso som
Tem forró até amanhã pra curti de montão

Composição: Profeta & Felipe · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Carlos
  • Enviar legenda
  • Cifra
  • Ouvir música
  • Fotos
  • Vídeos
  • Imprimir
  • Corrigir
  • Enviar letra para...
4.219 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais