Vida de Vaqueiro

Net' in Bahia

exibições 129

Mas que saudade que eu tenho,do meu sertão
Das vaquejadas,do meu tempo de peão
Do meu cavalo que eu tinha como um tesouro
Da sela enfeitada e do meu chapéu de couro

Passava o dia inteiro
Correndo caatinga adentro
Quanta dor e sofrimento
No lombo do serenão

No fim do dia
Aboiava pro curral
Todo o gado que juntava
E tudo o que era animal

É tão gostoso a vida de vaqueiro
É prazeroso a luta do peão
Sempre me lembro como se fosse hoje
To na cidade grande
E um dia volto pro sertão.

0 comentários
Terra Música feedback