Fiz Uma Canção Pra Ela

O Teatro Mágico

exibições 99.246

Fiz uma canção pra ela
Derradeira confissão
Quis lançar pela janela
Pra abrandar nossa atração

Fiz uma canção pra ela
Na mais bela tradução
De igualdade e autonomia
Ao teu corpo e coração

Mas a distância ingrata
Fez essa tal serenata
Não chegar nem na ladeira
Quem dirá na cabeceira
No motivo e na razão

Essa agonia que não cessa,
A minha rima que tem pressa...
Essa agonia que não cessa,
A minha rima que tem pressa...
E força pra por a nossa história em seu lugar!

Liberdade tem seqüela traz idéia e formação
Afrontar toda fronteira
Aclamar a gratidão na vida de sentinela
A vida de sentinela

Mas a distância ingrata
Fez essa tal serenata
Não chegar nem na ladeira
Quem dirá na cabeceira
No motivo e na razão

Essa agonia que não cessa,
A minha rima que tem pressa...
Essa agonia que não cessa,
A minha rima que tem pressa...
E prontidão pra pôr a nossa história em seu lugar!

Vou armar minha rede na nuvem...
Vou armar minha rede na nuvem...
Vou armar minha rede na nuvem...
Vou armar minha rede na nuvem...

Composição: Galldino e Fernando Anitelli · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por aLMiNo, Legendado por lizeanit
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música feedback