exibições 117.717

Encontrei no porto atrás da capela
Numa bela tarde de sol, lá se dorme em paz
Admirei com olhos de aquarela
Rascunho pintado na tela, teu mundo sem cor

Derramei cera queimada da vela
Pequenina alumiava a capela e um santo qualquer
Acreditei que porta fechada é janela
Aberta pra brisa e dor da pessoa de fé

Sonhei ser seu, ser céu e sol, sonhei contigo
Sereno vento vem trazer o que é incompleto
Acaso aqui nos faz tão perto
E não esconde gesto de querer dizer

É ela quem eu quero para mim
Da terra do porto da capela

É ela quem eu quero para mim
Da terra do porto da capela

Escrevi poema de rima e beleza
Diga a ela que sirva a mesa, seu sonho de amor
Recoloquei tinta na minha aquarela
A mais bela pintura, você traduzida em cor

Avistei de longe da minha janela
A menina porto da capela, o motivo, a razão
Recebi mensagem mandada em garrafa
Descobri um sorriso sem graça e o pincel foi ao chão

Sonhei com cê, com o céu, com o seu sonho perdido
Gritei pro mar minhas vontades, minha sina
O meu medo aqui termina
Pois é hoje que eu quero lhe mostrar

É ela quem eu quero para mim
Da terra, do porto da capela

É ela quem eu quero para mim
Da terra do porto da capela

É ela quem eu quero para mim
Da terra do porto da capela

É ela quem eu quero para mim
Da terra do porto da capela

Composição: Fernando Anitelli e Danilo Sousa · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Carolina, Legendado por Caio Tracera
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música
feedback