Estampa e Legenda

Os Monarcas

exibições 1.746

Chapéu de copa rendada das abas tortas pra baixo
Um nariz de papagaio carranca de índio macho
No queixo de cavadeira palanqueia o barbicacho
Um lenço atado nas pontas e um braço de potro guacho.

Um palheiro trafungueiro que ao dar uma fumaçada
Escurece uma canhada talvez pelo dia inteiro
E a culpa é do bodegueiro que em vez de vender um baio
Traçou um naco macaio nos pulmões do missioneiro.

Camisa de tricoline e a bombacha de tussor
Um pala de gorgurão sobre o nagão peleador
Fivela dente de potro por baixo do tirador
E um par de bota de gaita para ficar mais dançador.

No seu potro carauno quando escaramuça no freio
Aparta avestruz do bando e rebenta o cabo de reio
Cada verso de aporfia com o negro do pastoreio
E quando grita na coxilha até os guarás vem pro rodeio.

0 comentários
Terra Música feedback