Canção do Nauta

Ozéias de Paula

exibições 33.530

I
Que ternura
São calma as ondas do mar
Meu barquinho desliza sutil
Sobre o nume solar

Tal qual aventureiro
Que vaga no mar aquém
O meu barquinho deslizando vai
Pois descanso e dulçor
Há no porto além

II
Se algum dia
Feroz temporal açoitar
Prontamente eu sei que Jesus
Há de vir me amparar

Tal qual aventureiro
Que vaga no mar aquém
O meu barquinho deslizando vai
Pois descanso e dulçor
Há no porto além

III
Entre as ondas
Levanto os meus olhos pra o céu
E suplico vem Cristo Jesus
Pilotar meu batel

Tal qual aventureiro
Que vaga no mar aquém
O meu barquinho deslizando vai
Pois descanso e dulçor
Há no porto além

Terra Música feedback