Letras de músicas - Letras.mus.br

Vestido Para Matar

Patrick Horla

Acordei cedo hoje e saí fora no meu Gol
Tinha que ir em Goiânia fechar mais um dos shows
Pelo caminho avistei dois habitantes
Pareciam procurar por algo bem importante
Desci do carro e fui ver qual é a da parada
Não era nada eu já parti foi pra porrada
Dei martelada, madeirada, sem massagem
Entrei no carro, pus um som, segui viagem
Cheguei na cidade e procurei o endereço
Comigo é sem conversa eu faço o show, cê paga o preço

Um Ford Ka, apareceu pra me atrasar
Tive que aniquilar quem não aprendeu a estacionar
Enquanto eu dispensava toda aquela carne
O carro só atraia polícia pelo alarme
É melhor que eles se armem, eu tô na ativa
Sociopata interiorano armado até a gengiva
Fabrico ogivas e guardo no porta-luvas
Faço qualquer viatura... Bum! Vira chuva

Tava no fim do pico, arrastando a presa, a vítima
Consciência leve. Defesa legítima
E os polícia na cola grudado igual durex
Esses puto não me largam devem me achar sex
Mas hoje vão ficar da cor do giroflex
Tipo Newman enforquei um deles com uma Jontex
Tô aqui! Pode pedir reforços
Pra eliminar polícia eu nunca medi esforços

E aí, quando o merdinha tentou sair
Eu abri o peito dele com meu novo bisturi
Tudo bem, agora virou comida pros ratos
Lavo minhas mãos e vou lá fechar o contrato
Perguntei para um trouxa onde eu assinava
E ele disse que a organizadora da porra não tava
Já fiquei com raiva perguntei que horas voltava
Antes da resposta, eu furei ele pelas costas

Patrick ataca e não trava, grava! Quando a faca crava
Se eu não curtir sua proposta eu te jogo da encosta
Bosta! Ver os meus dotes magníficos.
Junto corpos de mortos, aos lotes, no frigorífico
Como uma flor sem o néctar, transpareço pacífico
Como Hannibal Lecter, assassino científico!
Acrescento, especifico, não sou gente da gente
Sou um doutor, impaciente com os paciente
Sem amor, ao amor, eu só amo odiar
O meu dia de sorte é o seu dia de azar

Mas voltando ao assunto, ainda no corredor
Matei quem não era defunto e subi no elevador (Ha ha)
Cheguei no terraço, trombei com um palhaço
Imaginei, abrindo ele com uma peixeira de cangaço
Mas antes que eu desse um passo ele falou
Que era assistente dos organizador do show
Informou que infelizmente o show foi cancelado
Que os dois organizadores tinham sido assassinados

E achados pelas redondezas da minha casa
Mais pareciam mortos na Faixa de Gaza
Falei: na minha área?
Pensei: coisa hilária
Fui eu que matei o promoter e a empresária
Sem represária, (Porque)
Qualquer um falha
Se identifique se não Patrick retalha
Deu na TV outro fato bizarro: Filho de organizadora morta morre a primeira vez que pega o carro
Trágico, trágico!
Vestido para Matar!

11.658 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais