Quem Sabe, Hoje

Paulo César Baruk

exibições 5.538

Volto outra vez decepcionado, com coração pesado
Cheio de angústia e de dor

Venho sempre do mesmo caminho de onde um dia, sem motivo
Pra muito longe se afastou

Vou buscá-lo em cada amanhecer
Desde o dia em que se foi
Fico só pensando que

Será hoje enfim, o dia em que o verei
Quem sabe hoje irei, seu rosto acariciar
E dizer-lhe que o amo como sempre
E apesar de tudo sigo sendo igual
Sigo sendo igual

Passa lentamente tantos dias sonho com a alegria
De ver seu rosto junto ao meu
Eu penso que talvez tenha esquecido
Que é amado e tão querido
Meu amor por ele não tem fim

Escurece ao amanhecer, volto ao lugar de sempre
Cada vez pensando que

Será hoje enfim, o dia em que o verei
Quem sabe hoje irei, seu rosto acariciar
E dizer-lhe que o amo como sempre
E apesar de tudo sigo sendo igual
Sigo sendo igual

Se é assim o amor de um pai pelo seu filho
Quanto mais o amor do Pai Celestial
Que apesar de nossas faltas e nossas rebeliões
Cada dia o pai nos ama mais e mais

Será hoje que verá que sou seu pai
E minha casa pra sempre é seu lar
Em meu coração não existe o passado
Quero apenas que regresse em paz

Será hoje
Em meu coração não existe o passado
Quero apenas que regresse outra vez

Terra Música feedback