Nada Poderá Me Separar

Paulo César Baruk

exibições 12.217

De vez enquando antigas lembranças
Vem me abater (você lembra de tudo que fez)
Me acusando, querendo me entristecer
Então digo que: sou vencedor

Minhas feridas Cristo já sarou,
E todos os meus pecados,
Ele já, sim perdoou,
Nada pode me acusar
Nada me poderá separar,
Do amor de Deus,
Nele encontrei solução
E a razão de viver.

Terra Música
feedback