Amor Em Vão

Paulo Ricardo

exibições 11.303

Céu azul, os dois pés na água
Onde o mar acaba
O frio, a tarde, a solidão
Duas mãos vão rasgando as cartas
Lavando as mágoas
Assim é o amor em vão
Cada canção de amor abre a ferida que não vê fim
Cada fração da dor, agora é chuva que cai em mim
Digo não é falso brilhante
E sou nesse instante, um cego repentista ao sol
Que não vê, mas sente a dor em seu coração
Assim é o amor em vão
Cada canção de amor, abre a ferida que não vê fim
Cada fração da dor, agora é chuva que cai em mim
Mas tudo vai passar, como tudo passa

Terra Música feedback