Letras de músicas - Letras.mus.br

64 Linhas

Projota

Nós fazemos parte de um corpo só,
Chamado rap, e então não vem querer julgar qual dos braços é o melhor.
Cada braço tem sua importância, seu jeito de ajudar.
'Cê' pode pá que eu vim ser mais um braço e só.

Cada um fazendo a sua parte,
Sem discussão, sem divisão, pela multiplicação da arte.
Já vi moleques de internet atacando alguns dos irmãos,
Mas sei que dentro de um portão qualquer chihuahua late!
Não carrego todas verdades do mundo (não)
Por isso eu ouço 'memo' cada vagabundo,
Que nem eu, muita gente se perdeu, quanda a grana apareceu,
Quando a fama apareceu, só eu to vendo isso?

Ainda boto minha calça de moletom, ligeiro
Desço o Lauzane cumprimentando os 'pipeiro'.
Thiago pelo meu pai, Projota pelos 'parceiro',
Neguinho pelos 'polícia' e mc pelos 'guerreiro'.

Mesmo sem ter vários calos na mão,
Sou um trabalhador que calejou mais a mente e o coração.
Pois uns atiram elogios, outros nos atiram pedras,
Mas me diz aí: o que um cara ganharia com a minha queda?

Ainda não percebeu que eu não te acorrentei,
E se tu tá ouvindo meu rap é que você memo deu o play,
E se o rap é pela união, e eu luto pela união, porque me ataca irmão?
E diga, quando que eu te ataquei?
Mas quem tem, entende a verdadeira vontade,
Que eu carrego no peito a derradeira verdade
De levar minha mensagem a todos os cantos da cidade,
Pra todas as raças se unirem numa só pluralidade.
Humanidade? eu não vejo mais isso hoje em dia,
Até no rap ja não é mais como acontecia,
Oque você faria, vendo seus irmãos se atacando gastando seu dom,
Pra dividir oque não se dividia?!
Aqui falo de luta, aqui falo de dor,
Aqui falo de vida, aqui falo de amor,
Aqui falo do homem falo do senhor,
E falo da guerra só o suficiente pra que ela acabe!

O rap não tem um dono? a gente sabe!
E ele é grande o bastante, a gente cabe!
Nossos mestres construiram essa cultura,
Agora, o mínimo é a gente fazer com que a estrutura não desabe!

Só quero dar pra minha véia uma condição,
De comprar uma geladeira que combine com o fogão,
Ter um vira-lata que busque o jornal lá no portão,
Ir no estádio ver o meu time ganhando o brasileirão!

Minhas ambições são tão pequenas, pelo amor,
Pra ter que ver alguém botando em pauta o meu valor,
Já to cansado, mas a minha missão é bem maior,
Se eles querem meu sangue, eu dou, misturado com o meu suor!

Eu não sou pior, eu não sou melhor de forma alguma,
Mas razões pra alguém me atacar? eu ainda não enxerguei nenhuma!
Por esses eu não choro, não me apavoro,
Por quem me ataca, em vez de atacar de volta, eu oro!

Todo apóstulo que pregou a palavra do divino,
Foi caçado, escurraçado e teve a morte como destino,
Todo mc é um apóstulo em potencial,
E tem que conviver com ódio com amor até o final.

Eu canto em direção ao vento, escuta quem quiser,
Quem vive o mesmo sentimento, homem ou mulher
Daqui da laje eu boto a pipa pra subir,
Desejando que só tivesse alguem querendo me cortar aqui,
Faço 64 linhas no meu rap, sei que é ruim de decorar,
Mas é necessario de escutar!
Nossa voz nunca vai ser calada pode pá,
To rumo ao topo, é noiz familia, encontro com voces por lá!

Composição: Projota · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Victor
Legendado por matiasetup
478.459 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais