O Rei e o Pebleu

Rayssa e Ravel

exibições 14.772

Sou eternamente grato ao meu Rei
Pois tirou-me de um lugar de escuridão
Eu estava condenado a sofrer
Ms o Rei me estendeu a Sua mão
Um plebeu sem esperança e humilhado
De repente num palácio sendo honrado

Um aleijado que saiu de Lo Debar
Foi a mesa do palácio se assentar
Como posso agradecer tanta bondade?
Pois o meu rei exaltou pela cidade

Quem me viu sendo honrado, perguntou
Como foi que um grande Rei te aceitou?
Eu sei que jamais poderia entrar
Em um palácio e à mesa me assentar

Mais foi a graça de quem nunca se esqueceu
O Rei dos reis tornou-se amigo de um plebeu
Mefibosete... Vem pro palácio Lo Debar não é teu lugar
Eu sei que você sofreu, mas a vitória chegou

O Rei um dia prometeu...E a sua história já mudou

Terra Música feedback