Letras de músicas - Letras.mus.br

Amanhecendo No Apocalipse

Realidade Cruel

[Parte 1]
O sol raiou no céu trutão;
que maravilha.
Pedi pra Deus que hoje fosse um grande dia;
que lá na minha quebrada, tivesse tudo em paz
Os manos tudo firme, sem treta e mais;
Sem noticia de velório irmão;
outro enterro não;
Ou talvez outro mano que foi preso então.
Histórias tristes que a favela nunca esquece
Enxuga com a biblia, as gotas de sangue que descem;
Cotidiano violento, quem que gosta?
viver refém do medo, na selva 24 horas;
Mó saudades dos tempos sem malicia sem tiro;
Só os manos curtindo, hum, lembrei do Dinho;
se foi com vários ecos numa madrugada;
assassinado no sereno e na fumaça;
do lixão, o corpo estrassalhado, quanto furo;
várias pauladas e arame farpado no pulso;
Quem contém o choro de uma mãe?, é foda;
criar o filho pra morrer desta forma, é foda (tá pensando, barato é louco)
Deus também chorou quando viu no pé do morro;
seu filho crucificado, e o sangue escorrendo;
perdoai-os, Senhor eles não sabem o que estão fazendo;
Periferia é bem pior que filme triste;
Amanhece o dia no Apocalipse.

[Refrão 2x]
Não, não;
Não, não, não, só queria;
A paz na periferia;
a paz na periferia;
chega de morte, de sangue e de tiro

[Parte 2]
Nossa...uma lágrima caiu;
quando vi na TV um muleque com fuzil;
lembrei....quanto vale o sonho da liberdade;
Pra quem se tornou refém, dos muros, das grades;
mas, quantas mortes, rancor, quanto ódio;
Quanta gente sem paz, quanto pensamento diabólico;
Só o amor e o almoço da familia;
a lágrima e a dor, do preso no dia de visita;
Pra quem sonhou, ser rei na periferia;
de Mercedes Classe A quem diria;
muito dólar, muito ouro, diamantes no pescoço;
Glamour....o sonho de consumo deixa louco qualquer um;
que teve como erança a miséria;
crescer sem um pai num barraco na favela;
A mãe de doméstica e mais três irmãos;
convivendo lado a lado, com o tráfico, os ladrão;
Pois é....dinheiro trás fama, glória, trás luxo;
transforma em principe um homem de caráter sujo;
Periferia é bem pior que filme triste;
Amanhece o dia no Apocalipse.

[Refrão 2x]
Não, não;
Não, não, não, só queria;
A paz na periferia;
a paz na periferia;
chega de morte, de sangue e de tiro

[Parte 3]
Quanto vale um sorriso, um abraço, talvez um beijo?
ou até mesmo um aperto de mão não tem preço;
Quando o amor é sincero de um pai prum filho;
não importa se é ladrão, se é bandido;
ou se tá...na clinica de recuperação;
tentando apagar o sofrimento e a desilusão;
de quem....quase se matou de overdose;
Crack, cocaina, passaporte de ida pra morte;
Um milhão de perdão seria pouco;
se o sonho da loucura, não fosse pra Mãe só desgosto;
A lágrima em fim é cristalina; se o bem vence o mal;
as palavras divina me deram....um corredor, de luz sem rancor;
Pra quem no mundão só conheceu ódio e dor;
eu vi...o próprio anjo ser flechado no peito;
uma pá de vela acesa, flores, enterro;
Pessoas chorando, criança aos prantos;
e o Senhor magoado no canto...
Do céu observando seus filhos se matarem;
Por carro, dinheiro, status por crack;
luxúria de mais, o arbitrio é livre;
Jesus também sangrou mas o amor ainda existe
Periferia é bem pior que filme triste;
Amanhece o dia no Apocalipse.

[Refrão 3x]
Não, não;
Não, não, não, só queria;
A paz na periferia;
a paz na periferia;
chega de morte, de sangue e de tiro

Composição: Realidade Cruel · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Daniel
15.107 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais