Letras de músicas - Letras.mus.br

Pausa Para Luxúria

Shawlin

Perto, perto eu não aguento
Eu não aguento
Tão perto, perto, eu não aguento
Eu não aguento
Perto, perto, eu não aguento
Eu não aguento
Amor, como está quente aqui dentro

Hoje eu tenho uma noite
Marcada com linda moça
Desde que a conheci
Não quero parar com outras
Minha bonequinha
Sua pele de louça
Traços delicados
Que combinam com a sua boca
Sua voz tão doce,
Sua face bela
Sugeriu pra hoje
Um vinho na casa dela
E adivinha?
Disse que se amarrava na minha
Tão certinha,
Com classe e beleza top de linha
Sem estria ou espinha,
No prédio era um show de vizinha
Mas tão gatinha,
Morava e vivia sozinha
Bem cuidada,
Como se não lhe faltasse nada
Bem bonita,
Igual se tivesse tudo na vida
Me falou o que acontece,
Me falou de onde ela trampa
Disse que curtia rap
Até parecia uma santa
Com seu sorrizo que aquece
Com seu olhar que me encanta
Minha mente não se esquece
Nela só passam lembranças

Ela é minha, porque me quis ninguém sabe
Eu tava tipo: ai, ai, ai, ai, ai
E falar nisso, nem parece que cabe
Lá tava tipo ai, ai, ai, ai, ai
Ela quer mesmo que o pico se acabe
Nós ficar tipo ai, ai, ai, ai, ai
Uma massagem um vinho e se prepare
Que vai ser tipo: ai, ai, ai, ai, ai

Perto, perto eu não aguento
Eu não aguento
Tão perto, perto, eu não aguento
Eu não aguento
Perto, perto, eu não aguento
Eu não aguento
Amor, como está quente aqui dentro

Começou o jiu-jitsu
Com ela passando a guarda
Rala e rola, roça e rela
Aqui entre eu e ela
Um completa o outro
Que nem fugão e panela
Um chama o outro
Igual uso de droga e sequela
Vou catar um gelo
E pingar no seu corpo todinho (hum)
Onde cair a gotinha
Eu vou e beijo um pouquinho (bisc)
Confesso não ligo
Se o meu irmão ganhar um sobrinho
Aqui o poeta, a rosa,
No som o violão do toquinho
Sim, é tão perfeito assim!
Você é demais pra mim docinho
Diabetes põe medo em qualquer gordinho
Sempre quero mais
Do mel que você tem de sobra
Espero que a sua mãe
Seja a minha futura sogra
Tudo era mágica
Química e perícia
Troca de recados
Troca de carícias
Velas aromáticas
Clima de delícia
Cheiro de pecado
Eu cheio de malícia

Ela é minha, porque me quis ninguém sabe
Eu tava tipo: ai, ai, ai, ai, ai
E falar nisso, nem parece que cabe
Lá tava tipo ai, ai, ai, ai, ai
Ela quer mesmo que o pico se acabe
Nós ficar tipo ai, ai, ai, ai, ai
Uma massagem um vinho e se prepare
Que vai ser tipo: ai, ai, ai, ai, ai

Ela é minha, porque me quis ninguém sabe
Eu tava tipo: ai, ai, ai, ai, ai
E falar nisso, nem parece que cabe
Já tava tipo ai, ai, ai, ai, ai
Ela quer mesmo que o pico se acabe
Nós ficar tipo ai, ai, ai, ai, ai
Uma massagem um vinho e se prepare
Que vai ser tipo: ai, ai, ai, ai, ai

15.436 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais